Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Teatro: Drama familiar em Lisboa

Fizeram ‘Disco Pigs’ e ‘Acamarrados’ e esta semana os Artistas Unidos regressam ao universo do irlandês Enda Walsh (n. 1967) para apresentar, a partir de quarta-feira, 7 de Dezembro, no Teatro da Politécnica, Lisboa, ‘A Farsa da Rua W.’, um drama desconcertante sobre uma família que vive – voluntariamente – presa num pequeno apartamento de Londres. No espaço exíguo de um T1 convivem um pai (Américo Silva) e dois filhos (João Meireles e António Simão) que repetem, todos os dias, a mesma rotina: recriam, como se se tratasse de uma peça de teatro, um episódio do passado, uma história decorrida ainda na Irlanda, antes do exílio forçado na capital inglesa.
5 de Dezembro de 2011 às 15:37
O actor João Meireles integra o elenco do novo espectáculo dos Artistas Unidos
O actor João Meireles integra o elenco do novo espectáculo dos Artistas Unidos FOTO: Jorge Gonçalves

E se inicialmente o tom é de comédia, à medida que a acção avança o espectador é gradualmente confrontado com a situação trágica das personagens: obcecados com estas sessões de psicodrama, em que procuram livrar-se de traumas antigos, os três homens vivem isolados do mundo e alheados da realidade.

 

A entrada em cena de uma quarta pessoa, uma jovem (Laurinda Chuingue) que trabalha no supermercado onde os irmãos se abastecem, vai forçar o contacto com o exterior e obrigar este triângulo a repensar toda a sua forma de vida.

 

O espectáculo, que estava na agenda da companhia desde 2008, só agora chega ao palco, e se inicialmente era para ter direcção de Jorge Silva Melo, a encenação é agora assumida pelo colectivo de actores. João Meireles diz que nem eles próprios se aperceberam imediatamente do real significado da peça de Enda Walsh.

 

“Quando começámos, a peça pareceu-nos uma farsa engraçada, burlesca. Só depois percebemos que é um drama terrível, aquele em que estas personagens vivem – e que nos obriga a um grande esforço físico e emocional”, revela.

 

Forçando os actores a constantes mudanças de personagem, o espectáculo oferece-se como um complicado jogo de teatro dentro do teatro, e termina de forma tão surpreendente quanto chocante. 

‘A Farsa da Rua W.’ é para ver no Teatro da Politécnica até 14 de Janeiro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)