Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Teatro São Carlos cancela três óperas

O Teatro Nacional São Carlos (TNSC), em Lisboa, cancelou as óperas ‘Turandot’, ‘Francesca da Rimini’ e ‘Don Pasquale’ e adiou a apresentação de ‘Madama Butterfly’, disse esta quinta-feira à agência Lusa um espectador portador de assinatura para a temporada lírica 2011/2012.
5 de Janeiro de 2012 às 17:59
Reformulação da temporada pensada para que não sejam contraídas dívidas
Reformulação da temporada pensada para que não sejam contraídas dívidas FOTO: Tiago Sousa Dias

A reformulação da temporada foi comunicada em primeiro lugar aos portadores de assinatura do São Carlos e deve-se à contingência da situação financeira e económica de Portugal e consequente diminuição da indemnização compensatória de 2012 para aquele teatro.  

Numa carta enviada aos portadores de assinatura, a direcção daquele teatro lírico refere que a reformulação da temporada foi gizada de modo a ocupar os corpos artísticos do S. Carlos e do teatro, não retirando qualidade aos espectáculos a apresentar tal como o público é merecedor.  

A reformulação da temporada foi também pensada para que não sejam contraídas dívidas.  

Assim, além do adiamento de ‘Madama Butterfly’, uma produção da Ópera Real de Copenhaga prevista para Março e que será apresentada em data a anunciar, o São Carlos decidiu cancelar os espectáculos ‘Turandot’ e ‘Francesca da Rimini’, da iniciativa ‘Contar Uma Ópera’, previstas para Maio, e ‘Don Pasquale’, uma produção do Teatro La Fenice, de Veneza, prevista para Junho.  

No âmbito da reformulação da temporada lírica, a ópera ‘Cosi Fan Tutte’, de Mozart, que estreia a 14 de Janeiro, ficou reduzida a cinco das seis récitas iniciais, abolindo-se a de 26 de Janeiro.  

As duas récitas de ‘Amor-traição-morte’, a primeira de quatro pequenas óperas contemporâneas em estreia absoluta no São Carlos, que estreava a 05 de Fevereiro e repetia a 07, foram adiadas para 02 e 03 de Março.   

A temporada remodelada do São Carlos inclui ainda uma nova produção de uma pequena ópera – ‘La Rondine’, de Puccini - que sobe ao palco do São Carlos em Maio, em datas a anunciar, e que constitui uma estreia absoluta naquele palco de Lisboa.  

A indemnização compensatória do Teatro Nacional de São Carlos para 2012 diminuiu 20 por cento, passando de 19 milhões de euros em 2011 para 15 milhões em 2012.

são carlos teatro óperas espectáculos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)