Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

“Têm aqui uma jóia” (COM VÍDEO)

Há três semanas prometeu que ia estudar mais sobre Salazar a propósito das filmagens de ‘Comboio Nocturno para Lisboa’, que está a rodar na capital portuguesa, mas não cumpriu. Jeremy Irons fez ontem ‘mea culpa’ na conferência de imprensa que ontem encheu o salão nobre dos Paços do Concelho.
16 de Abril de 2012 às 01:00
Conferência de imprensa realizada na Câmara de Lisboa juntou, entre muitos outros, o realizador Bille August e o actor Jeremy Irons
Conferência de imprensa realizada na Câmara de Lisboa juntou, entre muitos outros, o realizador Bille August e o actor Jeremy Irons FOTO: Bruno Colaço

"Menti. Queria ter aprendido mais, mas não tive tempo", disse ao CM, em tom de brincadeira. "Também não é preciso olhar para trás, mas sim para a frente e vocês têm aqui um país extraordinário, com pessoas maravilhosas e uma arquitectura fantástica. É um óptimo sítio para filmar e espero que mais produções venham para aqui e que isso melhore a economia. Espero que não passem mais 20 anos antes de voltar", acrescentou, lembrando a última visita a Lisboa e ao Alentejo, em 1993, para rodar ‘A Casa dos Espíritos', também realizado por Bille August.

O actor britânico admitiu ainda ter ficado encantado com "as casas antigas" da Cidade das Sete Colinas. "O que vocês aqui têm é uma jóia", frisou o protagonista da adaptação cinematográfica do romance de Pascal Mercier, do qual o realizador quis manter o tom. "Procurámos sítios de Lisboa que captassem o espírito de mistério do livro", explicou.

ESTREIA DO FILME MARCADA PARA O PRÓXIMO ANO

Com um orçamento de 7,7 milhões de euros, dez por cento dos quais de co-produção nacional, ‘Comboio Nocturno para Lisboa' roda na capital até 6 de Maio. Paulo Trancoso, co--produtor, diz que a "rodagem está a correr muito bem e, dependendo de levarmos o filme aos Festivais de Cannes ou Berlim, estreamos no início de 2013". Trancoso, que já antes estivera envolvido na rodagem de ‘A Casa dos Espíritos', disse ainda ao CM já estar a negociar com outros produtores internacionais a vinda de novos projectos cinematográficos a Portugal. E frisou: "É a imagem da cidade que passa neste filme e, em próximos, espero que haja vontade política e que a situação do cinema se defina. É um sector estratégico."

VIEGAS QUER ATRAIR RODAGENS

Francisco José Viegas já leu ‘Comboio Nocturno para Lisboa' e considera "fundamental que este filme esteja a ser filmado na capital portuguesa". Presente na conferência de imprensa, o secretário de Estado da Cultura aproveitou para lembrar que a nova Lei do Cinema, "em discussão pública até ao final do mês, contempla precisamente incentivo ao investimento de produções internacionais no nosso país". Avançando que a Lei é para vigorar no fim do primeiro semestre, garante: "Há mais produtores interessados em vir filmar a Portugal."

JEREMY IRONS FILME RODAGEM PORTUGAL VIEGAS CULTURA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)