Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Teresa e Miguel vão para a cama

Já circulam por toda a cidade cartazes com o beijo da polémica: Teresa Guilherme ‘abocanha’ os lábios de Miguel Falabella. Será que o marido sabe? Descansem. É tudo em nome do teatro.
17 de Maio de 2006 às 00:00
O beijo de Teresa Guilherme e Miguel Falabella, ontem, no Tivoli
O beijo de Teresa Guilherme e Miguel Falabella, ontem, no Tivoli FOTO: Sérgio Lemos
Os dois actores preparam-se para estrear, no Teatro Tivoli, em Lisboa, no final do mês, ‘Submarino’, uma peça que fala das dificuldades em manter um casamento e que promete dar que falar.
É que não é só o beijo... Falabella – que escreveu o texto juntamente com Maria Carmen Barbosa e que assina a encenação – diz que o espectáculo é bastante “físico”, ou seja, implica grande contacto entre os dois intérpretes.
“Eles vão para a cama” garantiu ontem aos jornalistas, durante uma conferência de Imprensa que começou só com uma hora e um quarto de atraso. “O espectador vai sentir-se a espreitar pelo buraco da fechadura do quarto destas duas pessoas, o César e a Rita”, explicou. “Eles formam um casal de há longa data, com tudo o que isso implica. Tocam-se constantemente.”
Depois da aventura com ‘A Partilha’ – um espectáculo também estreado no Tivoli e com o qual Teresa Guilherme tem somado sucessos atrás de sucessos em digressão – a mulher dos sete ofícios decidiu regressar aos palcos, com mais uma peça do amigo. Por razões de agenda teve de passar duas temporadas no Brasil, para ensaiar a peça na casa de Miguel Falabella. Em Lisboa, já estão a ensaiar há duas semanas.
E sobre o cartaz da polémica, Teresa diz que o marido nem ligou. “Eu bem lhe chamei a atenção... Afinal, é a primeira vez que beijo alguém a fingir... Mas ele não deu qualquer importância à coisa”, comenta.
O espectáculo tem estreia lisboeta marcada para dia 31. Depois, parte em ‘tournée’.
Ver comentários