Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Tito Paris: "Voltar a ver o público é saboroso, dá um ânimo grande"

Músico cabo-verdiano esteve no Espelho d'Água para um concerto incluído no projeto Som Sabor.
Tiago Sousa Dias 6 de Novembro de 2020 às 19:30
A carregar o vídeo ...
Tito_Paris_Entrevista_V1.mp4

O músico cabo-verdiano Tito Paris esteve no espaço Espelho d'Água para um concerto incluído no projeto Som Sabor. "Regressar ao palco é fantástico, e voltar a ver o público é saboroso, dá um ânimo grande", diz o cantor, que foi recebido numa sala cheia, com o devido distanciamento cumprido. Além das músicas do seu último disco, Mim é Bo, Tito Paris tocou ainda algumas mais antigas. "Porque as pessoas também gostam", acrescenta o cantor, "Vamos buscar um pouco de Swing, uma escala diferente, um pouco de Jazz, uma fusão."

Tito Paris veio para Lisboa em 1982 porque Bana, o 'Rei da Morna', precisou de mais uma pessoa na sua discoteca com música ao vivo. "O mestre Luis Morais escolheu-me a mim, a quem agradeço, e ao Bana também. Vim-me integrar no grupo Voz de Cabo Verde. Encontrei o grande mestre Paulino Vieira, o Leonel Almeida, o Bebeto e muitas outras pessoas que me incentivaram a ser o Tito paris de hoje . A minha vida artística está bem, paro mais em Lisboa, Mindelo e Cabo Verde no seu todo. Neste momento dada a situação especial que estamos a viver, estou em Lisboa desde Março", refere o cantor, que espera regressar brevemente ao seu país para visitar e tocar com os seus amigos e colegas antigos, fazer mais música e produzir novas composições.

Tito Paris Espelho Mim Bo Vamos Swing Jazz Lisboa Bana artes cultura e entretenimento música cultura (geral)
Ver comentários