Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Tive de ganhar algum peso

Vaiado por algum sector da imprensa, que o acusou de xenófobo, ‘300’ – interpretado pelo brasileiro Rodrigo Santoro e apresentado anteontem no Festival de Berlim – é um excelente aperitivo visual.
15 de Fevereiro de 2007 às 00:00
O actor Rodrigo Santoro
O actor Rodrigo Santoro FOTO: Arnd Wiegman / Reuters
Servindo-se de complexos efeitos especiais e cenários virtuais, o realizador Zach Snyder retratou de forma impressionante a Batalha das Termópilas, em que o rei Leónidas (Gerald Butler) conduziu um exército de 300 soldados para defrontar o enorme exército persa de Xerxes (Rodrigo Santoro).
No clímax da acção, a cena em que os dois líderes se confrontam, torna-se difícil de reconhecer o cada vez mais célebre actor brasileiro, que teve de engordar consideravelmente para o papel. Ao CM, ele define assim a sua personagem: “É um homem que acredita estar acima de tudo e eu tive de trabalhar muito para recuperar os 12 quilos que tinha perdido num outro projecto”.
Sobre as queixas de que foi acusado, o realizador foi bem claro: “O espectador não é chamado a pensar que é um espartano ou que partilha de um qualquer ideal de selecção de raça”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)