Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Tony Carreira: "Vou ter novo disco acústico"

Tony Carreira falou com o CM depois do concerto que deu no sábado, no Pavilhão Atlântico. Cantor revelou que a filha Sara já tem aulas de voz
20 de Novembro de 2011 às 01:00
TONY CARREIRA, MÚSICA, ENTREVISTA, CANTOR, PAVILHÃO ATLÂNTICO
TONY CARREIRA, MÚSICA, ENTREVISTA, CANTOR, PAVILHÃO ATLÂNTICO FOTO: Mariline Alves

Correio da Manhã – Que balanço faz do concerto de sábado à noite no Pavilhão Atlântico?

Tony Carreira – Adorei. Este está no ‘top três’ dos dez que aqui dei. E arriscaria dizer o melhor. Tive uma sensação que não conheci nos outros: estive muito tempo perto do público e é muito agradável estar no meio da arena. Também foi aquele em que mais me empenhei. Demorou três meses a preparar.

– E o momento emotivo que dedicou à sua mulher [em ‘Envelhecer a Teu Lado’]? Ela estava à espera?

– Foi uma homenagem que acho justa. Ela é uma grande mulher e tentei que fosse uma homenagem discreta. Nem sequer falei, apenas cantei a canção. Ela é menos romântica do que eu, e fizemos questão de que ela não soubesse. Desconfiava, mas não sabia ao certo que iria acontecer.

– Neste concerto, não teve a presença dos filhos em palco.

– Assim como não subiu o Ricardo [Landum, compositor], para não ser sempre igual. Eles também estão com uma certa idade… [risos]. Não faria sentido convidá-los de novo. Espero que eles me convidem para os concertos deles.

– E próximos projectos?

– Vou acompanhar a produção do concerto, que deve passar na televisão em Janeiro. Um novo CD não está nos planos. Para o ano, espero ter um novo disco acústico, que não gravo há muito tempo. Algo mais intimista, no Coliseu ou no Atlântico, ainda estou indeciso. Em qualquer um dos dois terá um palco na arena.

– E a sua filha Sara quer seguir as suas pisadas e as dos irmãos?

– Infelizmente... Acho que ela canta muito bem. Já tem aulas de canto há dois anos, que foram uma decisão dela.

– Quer deixar alguma mensagem para os fãs?

– Queria agradecer. É tão bom entrar em palco e vê-los rendidos. É uma sensação extraordinária. Sou realmente uma pessoa privilegiada. Os meus fãs esperam muito tempo pelos concertos, trazem cartazes. Faço questão de estar sempre com eles depois dos concertos. É uma questão de gratidão.

PERFIL

António Manuel Mateus Antunes nasceu há 47 anos em Armadouro, Pampilhosa da Serra. O nome Tony Carreira surgiu em 1988, quando gravou em estúdio o seu primeiro álbum. Em 20 anos, vendeu três milhões de discos – como ‘Ai Destino’ (1995) e ‘Cantor de Sonhos’ (2001). Os filhos Mickael e David também são artistas. 

TONY CARREIRA MÚSICA ENTREVISTA CANTOR PAVILHÃO ATLÂNTICO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)