Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Tradição marca festa das chouriças

A celebração gastronómica em honra de S. Luís, o protector dos animais, é pretexto para mais uma edição da tradicional Festas das Chouriças, que se realiza na tarde do próximo dia 20, na aldeia de Querença.
9 de Janeiro de 2008 às 00:00
O evento inicia-se às 14h30, com a Eucaristia Solene, com pregação a cargo do diácono Pedro Miguel, seguindo-se, às 15h30, a procissão com a imagem de S. Luís, acompanhada pela Banda Filarmónica Artistas de Minerva.
O momento mais aguardado desta tradição secular – a mais emblemática festa do género que se realiza na região – está marcado para as 16h15. O leilão das chouriças, no adro da igreja, é oportunidade para os milhares de visitantes adquirirem as tão apreciadas chouriças serranas a preços convidativos, ao mesmo tempo que podem degustar vários petiscos da serra algarvia.
A tradição em Querença manda que os agricultores que criam os seus porcos, a pensar no consumo familiar, encomendem os animais a S. Luís num acto de fé para com o Santo protector dos animais. O facto de o animal se manter saudável até à Festa da Matança, que ocorre normalmente no início do ano, ocasiona que os agricultores, em sinal de agradecimento, ofereçam chouriças a S. Luís, sendo depois leiloadas, em conjunto com outras ofertas. E assim nasceu esta festividade anual.
Manuel Viegas, presidente da Junta de Freguesia de Querença, garante, mais uma vez para esta edição, uma “festa bonita”, embora, este ano, algo prejudicada pelas obras de requalificação do largo da igreja que só devem estar prontas em Março. “Por falta de espaço só os comerciantes irão assar chouriças e o estacionamento poderá ser mais complicado, mas os apreciadores da chouriça assada poderão optar por vários assadores na freguesia”, afirma o autarca.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)