Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Transexuais com filme em Cannes

O Festival de Cannes é o mais importante e aquele em que todos querem estar." Quem o diz é o realizador português João Pedro Rodrigues, seleccionado para a prestigiante secção de novos talentos do certame, Un Certain Regard, onde concorrem mais 19 produções de todo o Mundo.

24 de Abril de 2009 às 00:30
Fernando Santos interpreta um travesti em fim de carreira em ‘Morrer como um Homem’, de João Pedro Rodrigues
Fernando Santos interpreta um travesti em fim de carreira em ‘Morrer como um Homem’, de João Pedro Rodrigues FOTO: direitos reservados

‘Morrer como um Homem’ é a terceira longa-metragem do lisboeta de 43 anos que, já em 2005, participara na Quinzena dos Realizadores de Cannes com ‘Odete’.

No filme, o meio dos travestis e transexuais serve de pano de fundo a "uma guerra de sentimentos", segundo João Pedro Rodrigues. Com um elenco de "principiantes e não-actores", a trama é protagonizada por Fernando Santos, travesti do bar Finalmente, em Lisboa, que vestirá a pele de uma drag queen "em fim de carreira", como explica o realizador, admitindo que este é um meio ao qual se sente "emocionalmente ligado".

Destaque ainda para a participação de Cindy Scrash e Jenny Larue, transexuais que o cineasta conhece da noite lisboeta desde os anos 80 e que pretende homenagear. Mas deixa o alerta: "Este filme vai contra o espectáculo. É a antítese de ‘Priscilla, Rainha do Deserto’."

Em Cannes estarão ainda Pedro Costa, na Quinzena dos Realizadores com ‘Ne Change Rien’; Hugo Vieira da Silva, no Atelier Cinéfondation; e Leonor Silveira, actriz e subdirectora do Instituto do Cinema e Audiovisual, como jurada da secção Cinefondation e das curtas-metragens.

Na corrida à Palma de Ouro estão, entre outros, Quentin Tarantino, Ken Loach, Pedro Almodóvar, Jane Campion e Lars von Trier. O festival decorre de 13 a 24 de Maio.

Ver comentários