Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Triunfo para Telles Filho

Viveu-se clima de festa, sábado, na praça Carlos Relvas, em Setúbal, durante a 7.ª Corrida TVI. O labor dos artistas e o comportamento do excelente curro de Maria Guiomar C. Moura contribuíram para que o muito público se tivesse divertido.
25 de Julho de 2005 às 00:00
João Ribeiro Telles Filho mostrou as suas capacidades, intuição, sentido e lide e monta
João Ribeiro Telles Filho mostrou as suas capacidades, intuição, sentido e lide e monta FOTO: d.r.
Coube a João Ribeiro Telles, a comemorar as bodas de prata de alternativa, a lide do primeiro toiro da noite. Actuação segura, boa colocação de ferragem, preparações adornadas e remate das sortes como se exige.
Outro aniversariante, Paulo Caetano, esteve em grande plano. Depois de brindar o antigo e consagrado cavaleio José João Zoio, Caetano actuou com serenidade, boas preparações, colocação dos ferros no sítio e remates das sortes de acordo com os cânones da lide a cavalo. Surpreendente forma de quem há muito se encontra afastado das arenas.
João Moura Caetano, praticante, filho de Paulo Caetano, cumpriu e revelou o bom momento, comprovado pelos inúmeros êxitos alcançados nas mais diversas arenas. Cravou ferragem após boas preparações e assinou dois ou três câmbios que fizeram levantar o público das bancadas. Não estando feliz numa dessas sortes, remediou o assunto cravando logo a seguir um dos melhores ferros da noite.
O ainda amador João Ribeiro Telles Filho mostrou as suas capacidades, intuição, sentido de lide e monta, que fazem adivinhar um cavaleiro com um brilhante futuro, ao qual não será estranha a “boa escola da Herdade da Torrinha”. Desembaraçado, colocou ferros de nota muito alta e que o público apreciou ao tributar-lhe grandes ovações.
O jovem assinou a actuação mais completa da noite. Na lide a duo com o pai, ambos se recrearam perante um toiro muito bravo, deixando magníficos ferros, após preparações curiosas, a demonstrar perfeito entendimento.
A corrida fechou com a lide a duo por Paulo Caetano e o filho João. Apesar dos esforço dos artistas, o toiro não colaborou e, por isso, os bons ferros colocados e preparações tiveram pouca emoção que não chegou às bancadas.
Trabalho difícil dos forcados de Coruche e do Aposento da Moita. Pelos primeiros, pegaram Amorim Ribeiro, à 1.ª, Rui Godinho à 3.ª com raça, e Nuno Feijoca à 5.ª com muita valentia. Pelos da Moita, pegaram Luís Fera à 2.ª com determinação, Netinu Wen à 3.ª e Francisco Ilaco à 1.ª, excelente.
Espectáculo bem dirigido por António Garçoa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)