Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Tubarões regressam à Praia

Festival Gamboa em Cabo Verde.
Tiago Sousa Dias 16 de Maio de 2015 às 16:24
Tubarões tocam no Festival Gamboa na Cidade da Praia, Ilha de Santiago, em Cabo Verde
Tubarões tocam no Festival Gamboa na Cidade da Praia, Ilha de Santiago, em Cabo Verde FOTO: Tiago Sousa Dias

Os Tubarões voltaram à Praia para mais uma edição do Festival Gamboa, após 20 anos de ausência e 11 anos depois do desaparecimento de Ildo Lobo.

A capital cabo-verdiana aplaudiu a banda, agora com a voz de Albertino Évora, cujo timbre se assemelha bastante à do antigo vocalista, que, lá onde estiver, deve ter saído confortável e até a sorrir com a interpretação feita num espetáculo de sonho. Prova disso foi a interpretação de Porton di Nós Ilha, penúltimo tema do regresso aos palcos e que prolongou o êxtase de um público totalmente rendido desde o princípio.

Além de Albertino, e fora da banda original, entrou Jorge Pimpa, na bateria. Mornas, coladeiras e funaná fizeram a delícia do público que só começou a aparecer à segunda ou terceira música de um espetáulo que, no fim, hora e meia depois, já estava com uma assistência bem composta.

Pelo meio, reinou a alegria e a boa disposição entre os músicos, eles próprios também encantados com o facto de terem proporcionado o regresso de uma banda que marcou várias gerações e que permitiu rever, em palco, alguns dos membros dos Tubarões, como Zeca Couto, piano, Jorge Lima, percussão, Mário Russo, baixo, e Toto Silva.

Presidente presente

Djonsinho Cabral, uma das míticas músicas das banda desfeita em 1994, encerrou o espetáculo, que teve na assistência o presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca.

A próxima e, para já, última oportunidade de ver os Tubarões ao vivo será em Lisboa, onde atuarão no final deste mês numa iniciativa ligada às comemorações dos 40 anos da independência de Cabo Verde (5 de Julho de 1975).

O festival continuou com o homenageado desta edição, Bitori Nha Bibinha, e o seu funaná.

Os Rapaz 100 Juiz, que contaram com Joceline Medina no palco da Praia da Gamboa, abriram o seu show com Carta pa Cabral, música que fala dos problemas de corrupção, violência e turismo sexual em Cabo Verde.

Mas foi Elji Beatzkilla que deixou os praienses em euforia, juntamente com Dynamo, Atim e Mika Mendes, que ainda levou ao palco o seu pai, Boy G Mendes, membro do lendário grupo Cabo Verde Show.

Já passava das 04h00 quando os Ferro Gaita entraram em palco, para um concerto que durou até ao amanhecer. Para o segundo dia, o prato forte será a atuação do fenómeno belga Stromae.

Tubarões Praia Cabo Verde música festival Ildo Lobo Festival Gamboa cultura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)