Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Ultimato à Câmara do Porto

Os ex-trabalhadores do Rivoli fizeram um ‘ultimato’ à Câmara do Porto a exigir a sua reintegração prevista pelo Tribunal da Relação, garantindo que, não havendo uma decisão da autarquia, apresentam-se hoje à porta do teatro para trabalhar.
6 de Abril de 2010 às 00:30
Protesto de trabalhadores do Rivoli
Protesto de trabalhadores do Rivoli FOTO: Joana Correia

Segundo o advogado dos ex-funcionários do Teatro Rivoli, Nuno Cáceres, "o recurso que a Câmara do Porto interpôs ao Supremo não tem efeito suspensivo e por isso os trabalhadores podem pedir a reintegração imediata". "O despacho do Supremo já foi emitido e assim os ex-trabalhadores exigem, à Câmara, o pagamento dos valores a que têm direito", explicou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)