Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Um vulcão chamado Shemekia

Aos 26 anos Shemekia Copland é uma das maiores intérpretes de blues, R & B, funky e soul. E provou-o domingo à noite, no Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa, onde protagonizou uma sensacional actuação. Um vulcão em palco, cantando e falando sem parar sempre com uma energia impressionante.
25 de Abril de 2006 às 00:00
Shemekia Copland pisa os palcos desde os 15 anos
Shemekia Copland pisa os palcos desde os 15 anos FOTO: d.r.
Filha do falecido cantor de blues Johnny Copland – uma das lendas da música negra recente –, Shemekia pisa os palcos desde os 15 anos, e, seguindo as pisadas do pai, tornou-se numa referência de topo, pela potência da voz e pela permanente evolução.
Nesta apresentação, a sofisticação da presença em palco e o tal controlo da voz, deram-lhe uma nova dimensão bem evidente nos temas ‘I’Am Breakin’Out’, ‘I Should Had Come Home Last Night’, ‘Married To The Blues’ e ‘All About You’ . Como sempre, Shemekia dedicou uma canção ao pai, desta vez o gospel ‘Freeland’, que interpretou de forma admirável.
O entusiasmo do público levou a um natural ‘encore’ que culminou o que foi, de longe, o melhor concerto de Shemekia em Portugal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)