Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Vendas de música digital sobem 89%

As vendas legais de música digital cresceram 89 por cento em 2006, mas ainda assim não chegaram para equilibrar as perdas resultantes da cada vez menor venda de discos.
19 de Janeiro de 2007 às 00:00
O número de ‘downloads’ legais atingiu os 795 milhões e as ‘lojas virtuais’ são já cerca de meio milhar
O número de ‘downloads’ legais atingiu os 795 milhões e as ‘lojas virtuais’ são já cerca de meio milhar FOTO: d.r.
Os números constam do relatório anual da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (FIIF), segundo a qual a queda de vendas no sector da música foi de três por cento. De acordo com a FIIF, as vendas digitais em 2006 renderam dois mil milhões de dólares, cerca de 1500 milhões de euros, cerca de 10 por cento do total da facturação do sector. Para isso, contribuíram os 795 milhões de ‘downloads’ legais registados, número que quase duplica os 420 milhões de 2005. Um crescimento de 89 por cento, tendo os ‘downloads’ sido feitos a partir de cerca de 500 ‘lojas virtuais’ em 40 países.
Os EUA foram os principais consumidores (582 milhões), com um aumento de 65 por cento, seguidos a longa distância pelo Reino Unido, com 53 milhões, mais do dobro do verificado em 2005.
Segundo os especialistas, o número de canções disponíveis duplicou igualmente, sendo agora superior a quatro milhões nos principais serviços.
Face ao aumento das vendas ‘on-line’, os profissionais do sector mostram-se agora mais optimistas, prevendo que as vendas digitais compensem já este ano as perdas resultantes do declínio dos CD. Ainda de acordo com a FIIF, as vendas ‘on-line’ deverão representar cerca de 25 por cento da facturação geral do sector em 2010.
O CM tentou obter os números de ‘downloads’ registados em Portugal, mas tal não foi possível até ao fecho desta edição.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)