Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Vendidos 11,8 milhões de livros em Portugal

Comercializadas menos 120 mil unidades em 2017. Mas mercado gerou mais dinheiro.
Duarte Faria 16 de Fevereiro de 2018 às 01:30
O mais recente livro de Dan Brown, ‘Origem’, foi o mais vendido em Portugal no ano passado. Autor esteve em Lisboa
O mais recente livro de Dan Brown, ‘Origem’, foi o mais vendido em Portugal no ano passado. Autor esteve em Lisboa FOTO: Alexandre Azevedo
Atendência de queda no valor do mercado livreiro português verificada ao longo dos últimos anos registou em 2017 uma ligeira inversão. De acordo com os dados disponibilizados ao CM pela GfK Portugal, esta área de negócio fechou o ano passado com um valor total de 147 milhões de euros, um crescimento de 3% face ao registado no ano anterior (142,4 milhões ). Isto apesar de terem sido vendidos menos livros.

Em 2017 foram comercializadas em Portugal cerca de 11,8 milhões de unidades (menos de um milhão de exemplares por mês), o que representa um recuo de 1% (120 mil unidades) quando em comparação com 2016, ano em que se venderam 11,9 milhões de livros. Os dados refletem uma cobertura estimada de 80% das vendas do mercado de livros não escolares.

No top das obras mais vendidas no ano passado no nosso país encontram-se, segundo dados fornecidos pela FNAC e Bertrand, ‘Origem’, de Dan Brown, ‘A Estranha Ordem das Coisas’, de António Damásio, ‘Chegar Novo a Velho’, de Manuel Pinto Coelho. Entre os livros mais procurados pelos portugueses estão ainda: ‘O Caderno das Piadas Secas’, de Pedro Pinto, Gonçalo Castro e João Ramalhinho, ‘Astérix e a Transitálica’, de Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, ‘Sinal de Vida’, de José Rodrigues dos Santos, e ‘Reaccionário com Dois Cês’, de Ricardo Araújo Pereira.

PORMENORES
Feira bate recorde
A Feira do Livro de Lisboa, o maior evento de venda de livros do País, organizado pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, registou no ano passado um recorde de visitantes: cerca de 537 mil, ou seja, uma média de 30 mil visitas por dia.

Livrarias fecham portas
O ano passado ficou ainda marcado pelo fecho de livrarias históricas: a Sousa & Almeida, no Porto, especializada em livros portugueses, galegos, africanos e brasileiros, e a Livraria Aillaud & Lellos na rua do Carmo, Lisboa, aberta desde 1931.
vendidos livros Portugal dinheiro GfK Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)