Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Vendidos menos 100 mil livros

Volume de negócios atingiu os 146,8 milhões, uma quebra de 0,2%.
Hugo Real 13 de Fevereiro de 2015 às 14:14
Palácio de Cristal recebeu Feira do Porto
Palácio de Cristal recebeu Feira do Porto FOTO: José Coelho/Lusa

O ano passado foi de estabilização para o mercado livreiro nacional. Em 2014, foram vendidos 12,9 milhões de livros em Portugal, um decréscimo de aproximadamente 100 mil unidades face a 2013 (menos 0,8%), revelam os números da GfK Portugal, que refletem uma cobertura estimada de 80% das vendas do mercado nacional de livros não escolares.

Estas vendas geraram um volume de negócios de 146,8 milhões de euros, uma quebra de 0,2% face ao ano transato.

Se a análise for feita apenas ao último trimestre do ano passado, as notícias são mais positivas para as editoras presentes em Portugal. Entre outubro e dezembro, foram vendidos 4,1 milhões de exemplares (uma quebra de 0,7%), que representaram um volume de negócios de 50,5 milhões de euros (subida de 1,4% face ao período homólogo).

De recordar que o mercado livreiro nacional está em queda há vários anos. Em 2013 foram vendidos 13 milhões de livros (menos 650 mil que no ano anterior), gerando receitas de aproximadamente 147 milhões. A tendência de perda já tinha sido verificada em 2012, quando foram vendidas menos um milhão de unidades do que em 2011, ano em que foram comprados 14,65 milhões de livros, o que representou um volume de negócios de 164 milhões de euros.

Ou seja, em três anos o mercado livreiro nacional vendeu menos 1,75 milhões de unidades e perdeu 17 milhões de euros em receitas. 

Livros vendas negócios quebra
Ver comentários