Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Vítor Norte será cônsul sem medo

Vítor Norte vai interpretar a figura de Aristides de Sousa Mendes, o ‘Schindler’ português que salvou milhares de judeus dos nazis, no filme de Francisco Manso e João Correa.
18 de Setembro de 2009 às 00:30
Vítor Norte reconhece que não é fisicamente parecido com Aristides de Sousa Mendes
Vítor Norte reconhece que não é fisicamente parecido com Aristides de Sousa Mendes FOTO: Tiago Sousa Dias

"Aristides era um homem nascido em berço de ouro, um político de carreira, mas pôs tudo em risco para salvar milhares de judeus. Foi um herói", disse o actor ao CM.

As filmagens de ‘O Cônsul de Bordéus’, produzido pela Take 2000, arrancam a 6 de Outubro, em Viana do Castelo, e o plano de oito semanas implicará uma ‘ginástica’ na agenda do actor, que está a gravar a telenovela da TVI ‘Deixa que te Leve’.

Quanto às semelhanças com o herói português que ignorou ordens de Salazar ao passar milhares de vistos para salvar judeus em fuga de França na II Guerra Mundial, Norte é realista: "Não sou parecido mas interessante é passar as emoções." Nesse sentido, o actor admitiu "falar com descendentes de Sousa Mendes" para melhorar a personagem. "Ainda estou a pensar que mecanismos psicológicos encontrarei quando estiver a filmar".

Já José Mazeda, produtor de ‘O Cônsul de Bordéus’, é mais técnico na abordagem: "O Aristides era mais alto e será preciso encorpar o Vítor Norte, bem como retocar o penteado e outros truques." Nada que o cinema não consiga ‘fintar’ neste retrato real e ficcionado do ‘Schindler’ português.

Com dois milhões de euros de orçamento, o filme conta com parceiros espanhóis e belgas e tem apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual, RTP (aguarda apoio do FICA). Tem já garantida dobragem em francês, para distribuição em países francófonos, e a estreia em Portugal será em 2010.

Ver comentários