Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Wim Wenders transformou palavras de Prémio Nobel Peter Handke em filme nomeado para Leão de Ouro

Trama gira à volta dos dois protagonistas. Peça de teatro de Prémio Nobel da Literatura foi adaptada ao cinema.
Correio da Manhã 10 de Outubro de 2019 às 12:37
Os Belos Dias de Aranjuez
Prémio Nobel da Literatura de 2018 vai para polaca Olga Tokarczuk. Austríaco Peter Handke conquista o de 2019
Os Belos Dias de Aranjuez
Prémio Nobel da Literatura de 2018 vai para polaca Olga Tokarczuk. Austríaco Peter Handke conquista o de 2019
Os Belos Dias de Aranjuez
Prémio Nobel da Literatura de 2018 vai para polaca Olga Tokarczuk. Austríaco Peter Handke conquista o de 2019
Peter Handke, vencedor do Prémio Nobel da Literatura de 2019, é o autor da peça "Os Belos Dias de Aranjuez", que inspirou a adaptação da mesma em 2016 ao grande ecrã.

A trama gira à volta dos dois protagonistas - Reda Kateb e Sophie Semin - que, num belo dia de verão, conversam num terraço com Paris no horizonte sobre os mais diversos temas que exploram a dimensão humana, tais como a sexualidade, a infância e a memória. A conversa detalha os dois pontos de vista das personagens: o masculino e o feminino.

A realização desta longa-metragem esteve ao cargo de Wim Wenders que filmou as palavras do escritor austríaco, tendo conseguido uma indicação ao prémio Leão de Ouro, no Festival Internacional de Veneza em 2016.
Wim Wenders Veneza Peter Handke artes cultura e entretenimento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)