Correio da Manhã

Serena em cartoon polémico após discussão com árbitro português
Foto Twitter
Foto Twitter
Resposta de JK Rowling
Foto Twitter
Foto USA Today Sports
Foto Getty Images
Foto Getty Images
18:36
  • Partilhe
Australiano Mark Knight foi acusado de machismo e racismo.

Mark Knight, o autor de um cartoon publicado esta segunda-feira no jornal Herald Sun, foi acusado de machismo e racismo após ter caricaturado a tenista Serena Williams de uma forma que muitos consideraram machista, sexista e racista.

Os traços masculinos e os lábios "desajustados" desenhados pelo australiano Knight foram as principais razões que fizeram com que o cartoon se tornasse popular pelas piores razões. A raquete partida sobre a qual Serena salta e a chupeta no chão foram outros dos pormenores incluídos pelo caricaturista que não agradaram a muitos que mostraram o desagrado nas redes sociais.

No mesmo cartoon, é possível ver ainda o árbitro a conversar com a adversária de Serena, a japonesa Naomi Osaka – vencedora do US Open – perguntando-lhe: "Não a podes simplesmente deixar ganhar?"

O desenho surge na sequência do desentendimento da norte-americana com o árbitro português Carlos Ramos, a quem Serena chamou "ladrão", na final do US Open que ocorreu no passado sábado.


PUBLICIDADE

Foram várias as personalidades que se insurgiram contra o desenho publicado. JK Rowling, autora dos livros de Harry Potter, foi uma das que fez a sua voz ouvir: "Bom trabalho a reduzir uma das maiores desportistas vivas com atos racistas e sexistas, transformando-a num adereço", escreveu.

Após a polémica, a conta de Mark Knight no Twitter foi desativada. "Não façam disto uma questão de género quando é sobre mau comportamento", escreveu o cartoonista na rede social antes do sucedido.

De lembrar que a tenista Serena Williams foi multada em 17.000 dólares - 14.710,67 euros -, depois da polémica com o árbitro Carlos Ramos.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE