Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

A festa de Mourinho

O resultado pouco importava, mas José Mourinho não quis deixar os créditos do Inter por mãos alheias e a sua equipa venceu confortavelmente o Siena, por 3-0, no encontro de consagração dos tetracampeões italianos.
18 de Maio de 2009 às 00:30
José Mourinho cumprimenta o guarda-redes Júlio César
José Mourinho cumprimenta o guarda-redes Júlio César FOTO: Giampiero Sposito/Reuters

A festa começara já na noite anterior. Na Piazza Duomo, no centro de Milão, os jogadores uniram-se a milhares de adeptos nerazzurri e celebraram o quarto scudetto consecutivo – 17º da história do clube –, na sequência da derrota (1-2) do AC Milan com a Udinese.

Embora feliz pelo seu quinto campeonato em sete anos, José Mourinho não gostou muito de ver a equipa em festa num dia de jogo. "Estou um pouco chateado que tenham ido festejar, preferia que estivessem a descansar, mas percebo o entusiasmo", disse ‘Il Speciale’.

No entanto, os receios de Mourinho foram injustificados, tamanha a superioridade da sua equipa. Perante um estádio Giuseppe Meazza completamente cheio, o Siena – com Gonçalo Brandão a titular – nunca foi uma ameaça séria, mas o golo só surgiu ao cair do pano da primeira parte, através de Cambiasso (44’).

A história do jogo ficou escrita com o tento de Balotelli (52’). Restou a Ibrahimovic, o suspeito do costume, fechar o resultado em 3-0.

Houve tempo ainda para a consagração de Luís Figo. O médio, de 36 anos, saiu aos 70’, sob uma imensa ovação, horas depois de ter anunciado o adeus ao futebol. Mais um momento inesquecível numa festa que segue dentro de momentos...

Ver comentários