Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

A outra face do Dragão

Ao cabo de nove jornadas, o FC Porto cedeu. Frente a um Belenenses que parece talhado para jogos com equipas de dimensão europeia, o líder não ganhou, o que acontece pela primeira vez nesta Liga. Voltou a marcar cedo, num lance ferido de ilegalidade – tal como acontecera já na passada segunda-feira, frente ao Leixões – mas não conseguiu segurar a vantagem, apesar de um derradeiro assomo de energia na parte final, quando a equipa de Jesus já se resguardava mais na defesa do seu guarda-redes.
3 de Novembro de 2007 às 00:00
Talento de Quaresma foi insuficiente para os Dragões conquistarem os três pontos
Talento de Quaresma foi insuficiente para os Dragões conquistarem os três pontos FOTO: Nacho Doce/Reuters
Aos 18 minutos de jogo, o tribunal do Dragão já mostrava impaciência. Após um toque de calcanhar, Hélder Postiga, jogador com ‘tolerância zero’ para os adeptos do FC Porto, ouvia assobios e outras manifestações de descontentamento. O avançado ‘repescado’ por Jesualdo Ferreira, contudo, não desmoralizou. Passados apenas três minutos recebeu – em posição ilegal não assinalada – um passe de Paulo Assunção, enquadrou-se com a baliza, e com o beneplácito do guarda-redes Costinha fez o golo. O que era deixou de ser e de besta assobiada, Postiga passou a bestial ovacionado.
O FC Porto, todavia, não cresceu com o golo. Sem Lucho, que se lesionou e saiu aos 12 minutos, faltou geometria ao futebol dos Dragões, que assim ficou entregue aos repentismos nem sempre apropriados de Quaresma ou ao inconformismo de Raul Meireles. Faltava quem pensasse o jogo.
A outra face portista ficou à vista e o Belenenses percebeu isso. Aos poucos, os jogadores da Cruz de Cristo foram galgando metros, transportando o jogo para próximo da baliza de Hélton. Roncatto ainda obrigou Hélton a mostrar serviço na primeira parte mas foi já na segunda que chegou o golo do Belenenses, através de um magnífico lance de Zé Pedro. Justíssimo e adequado.
Jesualdo Ferreira retirou Leandro Lima, que tinha entrado para o lugar de Lucho. Um exemplo do descontrolo táctico a que os portistas ontem se expuseram. Avançou Tarik, mais à frente Adriano, e o FC Porto criou mais perigo, mas não há bem que sempre dure.
JESUALDO DIZ QUE EMPATE FOI INJUSTO
"A saída do Lucho [por lesão] foi crucial porque obrigou-nos a readaptar a estratégia. Tivemos sempre o domínio do jogo. Os meus jogadores trabalharam até aos limites para ganhar e tivemos ocasiões suficientes para vencer. Num erro nosso chegaram ao empate e perdemos os primeiros dois pontos à nona jornada. Julgo que era justo o triunfo do FC Porto”. Foi desta forma que Jesualdo Ferreira comentou o primeiro empate da época.
Por seu turno, Jorge Jesus defendeu a prestação da sua equipa: “Só conseguimos um resultado positivo porque foi um Belenenses muito forte frente à melhor equipa de Portugal.”
Já Postiga manifestou-se “feliz” por ser titular, mas triste por não ter conseguido a vitória.
POSITIVO
O GOLO DE ZÉ PEDRO
O golo de Zé Pedro foi um momento de grande espectacularidade. Após jogada de Roncatto, também de qualidade, o médio do Belenenses apareceu no momento exacto a solicitar a desmarcação e de pé esquerdo finalizou com muita classe.
NEGATIVO
FC PORTO SEM LUCHO
Sem Lucho González, que se lesionou bem cedo, o futebol dos Dragões ressentiu-se. Perdeu fluidez e lucidez. Jesualdo Ferreira terá aqui matéria para reflexão, até porque falhou rendondamente na opção que tomou para render o influente argentino.
ARBITRAGEM
CUSTA A ENTENDER
Um erro de palmatória: Hélder Postiga estava descaradamente em fora-de-jogo no momento do corte/passe de Paulo Assunção. O lance aconteceu nas barbas do auxiliar, que inexplicavelmente validou o lance. Custa a entender erros assim...
MOMENTOS DO JOGO
Minuto 21: Postiga em posição irregular faz o primeiro golo
Minuto 50: Zé Pedro iguala a partida com um bom golo
FICHA DO JOGO
Local: Estádio do Dragão, no Porto (38 423 espectadores)
Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)
FC PORTO: Helton; Fucile, Stepanov, Bruno Alves e Cech; Paulo Assunção, Raul Meireles e Lucho González (Leandro Lima, 12m / Tarik, 61m) ; Lisandro López, Hélder Postiga (Adriano, 70m) e Ricardo Quaresma
Treinador: Jesualdo Ferreira
BELENENSES: Costinha; Cândido Costa, Rolando, Hugo Alcântara e Rodrigo Alvim; Ruben Amorim, Gabriel Gómez, Zé Pedro e Silas (Evandro, 48m); Weldon (João Paulo, 90 3m) e Roncatto (Rafael Bastos, 77m)
Treinador: Jorge Jesus
Marcador: 1-0 Hélder Postiga (21m); 1-1 Zé Pedro (50m)
Acção Disciplinar: Amarelos: Rolando (28m), Gabriel Gómez (45m), Silas (46m), Rodrigo Alvim (58m), Tarik (64m), Weldon (86m), Quaresma (90m), Costinha (90m 3m)
Melhor Jogador: Zé Pedro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)