Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

A SENTENÇA DE LIEDSON

O Sporting subiu ontem ao segundo posto provisório da SuperLiga, após vencer o Alverca, por 2-1, num encontro marcado por alguma ‘virilidade’ entre os jogadores. O brasileiro Liedson foi a figura do jogo ao apontar o tento vencedor dos ‘leões’ no início da 2.ª parte, enquanto Sá Pinto se estreou na SuperLiga (entrou aos 65’ a render Joao Pinto).
27 de Outubro de 2003 às 00:00
Apesar da derrota, os jogadores do Alverca foram rápidos, concentrados e ambiciosos. Apostando no contra-ataque, os comandados de José Couceiro (ex-dirigente dos ‘leões’) nunca se atemorizaram com os avançados e logo aos dez minutos, já depois de terem enviado uma bola ao poste (2’), colocaram-se na frente do marcador. Uma jogada rápida, construída por Ramires e concretizada por Torrão (outro ex-’leão’), que rematou cruzado, batendo Ricardo. Mas a partir do golo tudo mudou e, até ao intervalo, o Alverca não mais voltou a incomodar.
O Sporting aproveitou e, em ataque continuado, foi para ‘cima’ dos ribatejanos. Yannick acabaria por ser batido à passagem da meia hora, fruto de um penálti inexistente, sobre João Pinto, convertido por Rochemback. No início da segunda metade, tal qual nos primeiros 45 minutos, uma das equipas voltou a praticar bom futebol. O Sporting entrou disposto a resolver a partida bem cedo e logrou chegar ao golo aos 53’. Silva isola-se na esquerda, remata para defesa incompleta de Yannick, que deixa a bola fugir para os pés de Liedson, que marcou o tento vitorioso dos ‘leões’. O Alverca ainda tentou responder, mas a expulsão de Vargas (62’) deitou tudo a perder.
'ÁRBITRO É TENDENCIOSO'
No final da partida, o técnico do Alverca, José Couceiro, lançou fortes críticas à actuação do árbitro do encontro, João Ferreira.
“Sendo um capitão do exército, deveria ter uma outra postura dentro de campo. O sr. João Ferreira esteve muito mal e é sempre tendencioso contra nós. Nos últimos três jogos que apitou do Alverca, fomos sempre prejudicados. Espero que contra o Benfica não tenhamos a mesma arbitragem”, disparou o técnico dos ribatejanos. Já o treinador do Sporting, Fernando Santos, considerou que a vitória foi obtida “frente a um grande adversário” e que a sua equipa, fruto dos poucos triunfos obtidos fora de casa, demonstrou alguma ansiedade na parte final do jogo: “Depois do golo trocámos melhor a bola e conseguimos chegar à vitória. A partir do momento em que o Alverca ficou reduzido a dez, os meus jogadores mostraram algum egoísmo e ansiedade”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)