Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

A Taça é do FC Porto

O FC Porto conquistou ontem a sua sexta Taça de Portugal de andebol masculino, ao bater na final um aguerrido Sporting. Aliás, os portistas impediram mesmo os ‘leões’ de conquistar a quarta taça consecutiva, impondo-se no Pavilhão Jacinto Correia, em Lagoa, por 28-27.
29 de Maio de 2006 às 00:00
 Rui Rocha, ao centro, festeja a conquista da Taça de Portugal
Rui Rocha, ao centro, festeja a conquista da Taça de Portugal FOTO: Luís Forra/Lusa
Mas a decisão do destino do troféu só foi conhecida após prolongamento, com os ‘azuis-e-brancos’ a mostrarem-se mais serenos nessa fase do encontro.
No final, Rui Rocha foi o jogador em destaque. Não só ficou nas suas mãos a bola perdida pelo Sporting – após defesa de Ricardo Candeias a poucos segundos do apito final – como foi das suas mãos que se ergueu a todo o pavilhão o troféu conquistado, precisamente no dia em que o capitão portista, de 34 anos, efectuou o último jogo oficial da sua carreira.
“É uma felicidade muito grande. Dedico tudo o que conquistei a todas as pessoas que estão atrás de mim, aos grandes campeões com quem joguei e a esta equipa. Esta é um despedida alegre”, avançou o extremo portista, estudante de medicina e autor de diversos livros de poesia.
CONTAS ANTIGAS
O último confronto entre as duas equipas – que agora disputam campeonatos diferentes – tinha sido em 2002/2003, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, altura em que os ‘leões’ venceram a sua primeira Taça da série de três consecutivas com que chegaram ao embate de ontem.
O FC Porto, que na semana passada perdeu o campeonato da Liga para o ABC, no derradeiro encontro da série de cinco dos ‘play-off’ da final, defrontou o campeão de Elites e, apesar do maior número de jogos nos últimos dias, mostrou-se bem fisicamente.
Ao intervalo, a formação orientada por Paulo Pereira já vencia por 14-10 e, a meio da 2.ª parte, chegou a ter sete golos de vantagem, o que deixava antever o vencedor. Só que uma reacção do Sporting, coroada com um golo de Pedro Jerónimo a dez segundos do fim igualou a contenda a 24 golos, levando a decisão do embate para mais dois períodos de cinco minutos.
Nessa fase, o equilíbrio entre as duas equipas foi a nota dominante e, para rematar uma carreira recheada de êxitos, foi das mãos de Rui Rocha que saiu o 28.º e decisivo golo portista. E depois foi tempo de festejar.
SOLTAS
BETO NAS BANCADAS
Aproveitando um período de férias no Algarve, Beto, agora a defender as cores dos franceses do Bordéus, aproveitou a presença naquela zona do País para ir apoiar a sua ex-equipa. Mas, na companhia da esposa Filipa, Beto acabou por assistir à derrota do Sporting.
FRAN ACEITA TRIUNFO
Fran Teixeira, treinador do Sporting, que poderá não
continuar à frente do comando técnico dos ‘leões’, elogiou o adversário. “Aceito a vitória como desportista que sou. Fizemos um grande esforço para igualar, mas no prolongamento as individualidades do FC Porto estiveram mais fortes. Parabéns ao FC Porto.”
PAULO PEREIRA FELIZ
Paulo Pereira, técnico portista, diz que este triunfo em terras algarvias serviu para provar que “o FC Porto é melhor que o Sporting”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)