Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

AC Milan à procura da vingança

O AC Milan vai tentar hoje, frente ao Liverpool (19h45 na RTP 1), na final da Liga dos Campeões, vingar-se da derrota de há dois anos em Istambul, quando os rossoneri venciam ao intervalo por 3-0 mas acabaram por perder nos penáltis depois de terem permitido o empate a três. Atenas poderá ser o local ideal para Kaká, Seedorf e companhia conseguirem a desforra, porque foi também na capital grega que na final de 1994 o AC Milan goleou por 4-0 a dream team do Barcelona, onde jogavam Romário, Koeman e Stoichkov.
23 de Maio de 2007 às 00:00
Técnico Carlo Anchelotti conta com  Inzaghi para vencer
Técnico Carlo Anchelotti conta com Inzaghi para vencer FOTO: Srdjan Suki/Epa
O Milan vai disputar a sua 11.ª final (melhor só o Real Madrid, com 12) e anseia levantar o sétimo troféu, enquanto o Liverpool soma cinco títulos e vai igualar o Benfica com sete finais jogadas.
Rafa Benítez, técnico do Liverpool, considera que a equipa está mais forte do que há dois anos: “Agora temos mais experiência e melhores jogadores. Vai ser um jogo fechado, com poucos golos”, disse, garantindo que não fará marcação individual a Kaká. O técnico do Milan, Carlo Ancelotti, não quis falar em vingança: “A final de Istambul é passado, esta é outra história, outra aventura. Estamos determinados e desta vez queremos um final feliz.”
O médio do Benfica Rui Costa, que jogou cinco anos no AC Milan, enviou uma mensagem aos ex-companheiros através do vice-presidente Adriano Galliani. “Bater o Liverpool será uma vingança também para mim.”
Sob arbitragem do alemão Herbert Fandel, as equipas deverão alinhar da seguinte forma:
Liverpool – Reina; Finnan, Carragher, Agger e Riise; Gerrard, Mascherano, Pennat e Zenden; Kuyt e Crouch.
AC Milan– Dida; Oddo, Nesta, Maldini e Jankulowski; Pirlo, Gattuso e Ambrosini; Seedorf, Kaká e Inzaghi.
APONTAMENTOS
MALDINI MAIS UM ANO
Paolo Maldini, de 38 anos, vai disputar hoje a sua oitava final da Champions, igualando Paco Gento, do Real Madrid. O veterano defesa, que vai tentar conquistar o seu quinto título, revelou ontem que vai jogar mais um ano e depois abandonar.
CEM MILHÕES EM JOGO
Um estudo ontem divulgado revela que uma vitória na final da Champions vale cem milhões de euros. Neste valor não estão incluídos os prémios directos pagos pela UEFA mas sim o acréscimo de receitas que o vencedor terá em patrocínios, bilheteira, contratos de TV e transferências.
‘SHEVA’ RECUSA MILAN
Shevchenko vai continuar no Chelsea apesar do interesse do AC Milan no seu regresso. “Ele tem um contrato com o Chelsea e vai cumpri-lo. Não há conversações com o Milan”, afirmou um assessor do avançado ucraniano. ‘Sheva’ poderá assistir hoje à final a convite do Milan.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)