Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Adorava dar já o salto para o plantel principal

Vem aí mais um produto da formação do Sporting. Chama-se Adrien Silva e assinou recentemente o seu primeiro contrato profissional com o clube de Alvalade, com um vínculo válido até 2012. Já habituado a trabalhar pontualmente sob as ordens de Paulo Bento – e de Scolari na Selecção –, o jovem atleta garante que espera agora pela oportunidade para dar o salto definitivo para o plantel sénior da equipa de Alvalade.
23 de Março de 2007 às 00:00
Natural de Angouleme, em França, o médio chegou ao Sporting em 2001, integrando a equipa de iniciados. Hoje, a trabalhar nos juniores, Adrien mostra-se esperançado num futuro de sucesso em Alvalade. “Estou muito feliz. Assinar pelo Sporting é sempre um motivo de orgulho. É um clube que faz um belíssimo trabalho de formação e a prova disso é a sistemática aposta nos jovens. Isto deixa-me esperançado no futuro”, explicou o atleta.
Os primeiros pontapés na bola foram dados ainda em França, ao serviço do Bordéus, onde tomou gosto pela modalidade. Mas foi em Portugal e no Sporting, depois de uma breve passagem pelo Arcos de Valdevez, que o atleta conquistou sete títulos: quatro nacionais e três distritais.
Um percurso de sucesso que Adrien deseja manter quando chegar ao plantel principal: “Espero contribuir com vitórias e títulos. Ainda tenho um ano como júnior, mas adorava ter a oportunidade de dar logo o salto. Aliás, penso que isso é o que todos nós ambicionamos. Mas também tenho consciência de que não será fácil”.
Mas não é apenas no Sporting que os dotes futebolísticos de Adrien Silva são reconhecidos. Além de já ter trabalhado sob as ordens de Scolari, durante um treino da selecção nacional, Adrien foi recentemente escolhido pela UEFA para integrar a selecção da Europa sub-18 que ia disputar a Meridien Cup. No entanto, o atleta acabou por não poder jogar devido a uma lesão no joelho.
António Violante, técnico da Selecção Nacional sub-18, não poupa elogios ao seu pupilo, garantindo que se trata de um jogador “acima da média”. “O Adrien é um médio com boas características técnicas. Não só ataca bem como também sabe fechar espaços e ajudar a defender. Trata-se de um futebolista voluntarioso que dá tudo dentro de campo”, começou por explicar ao CM o técnico.
Violante destacou ainda a compleição física do jovem, explicando que é um atleta com uma impressionante resistência: “Empenha-se muito dentro de campo, não vira a cara à luta e apresenta sempre um grande ritmo de jogo. Para mim é um jogador acima da média”, concluiu.
POLGA COM QUEIXAS NO JOELHO
Mais uma contrariedade para Paulo Bento. O técnico leonino que já não podia contar com onze jogadores que se encontram ao serviço das respectivas selecções, também não pôde utilizar ontem Anderson Polga durante a sessão de treino realizada em Alcochete. O defesa-central brasileiro apresentou queixas no joelho esquerdo e apenas efectuou tratamento e trabalho de ginásio.
Além de Polga, também Tonel, a recuperar de uma intervenção cirúrgica, não treinou, assim como os internacionais Ricardo, João Moutinho, Nani e Caneira (AA), Rodrigo Tello (Chile), Carlos Bueno (Uruguai), Carlos Paredes (Paraguai), Miguel Veloso e Yannick Djaló (sub-21), Pereirinha e Rui Patrício (sub-20).
Face a estas ausências, Paulo Bento teve de recorrer novamente ao plantel de juniores para ministrar o treino. Assim, juntaram-se ao grupo sénior André Martins, Tiago Pinto, Daniel Carriço, João Gonçalves, André Pires e Ricardo Nogueira. Já Yannick Pupo, que na véspera trabalhara sob as ordens de Bento, ficou de fora desta vez.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)