Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Águia vê Jamor com ajuda do árbitro

Jorge Ferreira valida golo em fora de jogo e deixa Benfica com caminho aberto para a final da Taça de Portugal.
Mário Figueiredo 1 de Março de 2017 às 01:30
Mitroglou em mais um lance de ataque do Benfica. O avançado grego atravessa um grande momento de  forma e marcou mais dois golos
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
Mitroglou em mais um lance de ataque do Benfica. O avançado grego atravessa um grande momento de  forma e marcou mais dois golos
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
Mitroglou em mais um lance de ataque do Benfica. O avançado grego atravessa um grande momento de  forma e marcou mais dois golos
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
As melhores imagens do Estoril-Benfica
O Benfica colocou-se ontem em vantagem na caminhada para o Jamor ao derrotar o Estoril (2-1) na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, que fica marcada pela validação do segundo golo de Mitroglou em claro fora de jogo.

Rui Vitória mexeu na equipa, com as entradas no onze do estreante Filipe Augusto, Jardel, Carrillo e do guarda-redes Júlio César. Mas foi a falta de eficácia que saltou à vista. Rafa, isolado por Nélson Semedo, desperdiçou uma soberana ocasião de golo, tendo permitido a defesa de Luís Ribeiro. Um lance que acabou por marcar a exibição do jogador, que voltou a claudicar em lance semelhante mas na segunda parte. Boas arrancadas e desequilíbrios, mas na cara do golo hesita e falha.

O Estoril, a jogar em casa, tentava surpreender a águia com Mattheus Oliveira a obrigar Júlio César a aplicar-se. E o guarda-redes do Benfica parecia querer ajudar ao carnaval canarinho, quando, ao tentar fintar Kléber, perdeu a bola. Valeu o desacerto de Kléber.

O Benfica acabou por chegar ao golo por Mitroglou (36’),após um cruzamento de Zivkovic. O golo abanou os canarinhos e adormeceu a equipa do Benfica.

A reação dos anfitriões foi enérgica e imediata, com o ascendente dos canarinhos a render um penálti por mão de Eliseu na área. Kléber não perdoou e repôs igualdade.

Ainda antes do intervalo, Jorge Ferreira anulou bem um golo a Mitroglou por fora de jogo.

A segunda parte revelou um Benfica apático e sem vontade de resolver a partida, provavelmente convencido de que o pecúlio alcançado seria suficiente para a segunda mão. Muitos passes falhados, ausência de qualquer laivo de criatividade e bolas perdidas do meio-campo. Era este o Benfica na Amoreira.

Vitória não escondia a preocupação e só a entrada de Cervi veio agitar. O Estoril ameaçou a área benfiquista, mas foi ao cair do pano que Jorge Ferreira deu um toque de ‘carnaval’, pregando uma partida aos canarinhos com a validação do segundo golo a Mitroglou, em clara posição irregular.
Ver comentários