Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Rui Pinto, hacker do Benfica, foi preso na Hungria

Em causa estão os crimes de extorsão qualificada na forma tentada, acesso ilegítimo, ofensa a pessoa coletiva e violação de segredo.
Henrique Machado 16 de Janeiro de 2019 às 18:33
A carregar o vídeo ...
Aníbal Pinto acusa Doyen de lhe tentar pagar para denunciar Rui Pinto
Rui Pinto, hacker do Benfica, foi preso esta quarta-feira, sabe o CM. O pirata informático, de 30 anos, foi detido em Budapeste na Húngria. Também vário material informático foi apreendido na sequência da operação, revelou Carlos Cabreiro, diretor da unidade de combate ao cibercrime da PJ, em conferência de imprensa.

De acordo com Carlos Cabreiro, o 'hacker' pode incorrer numa pena de prisão "até 10 anos", embora "haja várias penas associadas aos vários tipos de crime".

Em causa estão crimes de extorsão qualificada na forma tentada, acesso ilegítimo, ofensa a pessoa coletiva e violação de segredo.

Rui Pinto é o principal suspeito da Polícia Judiciária de ter revelado os segredos do Benfica. O hacker operava a partir de Budapeste e é um génio da informática que ainda muito jovem foi apanhado pela primeira vez depois de desviar 270 mil euros de um banco nas ilhas Caimão

O Football Leaks foi outro dos casos em que Rui Pinto esteve envolvido.

Em setembro de 2018 o Correio da Manhã tentou falar com o pai de Rui Pinto. Mas Francisco Gonçalves recusou-se a tecer grandes comentários relativamente ao caso. "Fomos envolvidos num pântano e é muito perigoso", afirmou.

O acesso ilegítimo à correspondência eletrónica do Benfica ficou conhecido como "Caso dos Emails". Divulgados por Francisco J. Marques no Porto Canal, os emails rapidamente ganharam destaque. Foram denunciados, entre outros, esquemas de corrupção a árbitros por parte dos encarnados.

As águias processaram o FC Porto e vão agora a julgamento após não terem chegado a acordo nos valores da indemnização resultantes dos "danos de imagem" causados pela divulgação dos emails.

PORMENORES
Licenciado
Rui Pinto licenciou-se em história na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Saiu de Portugal para fazer Erasmus.

Estava em local incerto
O pirata informático manteve-se em local incerto desde as revelações do Football Leaks, que abalaram o futebol internacional.

Sem formação
Nunca tirou qualquer curso de informática, mas tornou-se num fora de série autodidata.

Divulgou contratos dos três grandes
Em 2015, Rui Pinto acedeu ao sistema informático da Doyen e roubou contratos dos três grandes. Na altura, Rui Pinto garantia que só queria expor os esquemas de comissões.
PJ Rui Pinto Benfica Polícia Judiciária ilhas Caimão Budapeste Football Leaks desporto futebol política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)