Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Alonso arrasa na Malásia

Fernando Alonso (McLaren) venceu ontem o Grande Prémio da Malásia, no circuito de Sepang, e passou a liderar o Mundial de Fórmula 1. Na segunda posição, a 17.5 segundos, ficou o também piloto da McLaren Lewis Hamilton, e em terceiro o Finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), a 18.3s.
9 de Abril de 2007 às 00:00
O triunfo do espanhol, na segunda prova do Mundial de F1, começou a desenhar-se logo no início da corrida. Partindo atrás do brasileiro Felipe Massa (Ferrari), que tinha alcançado a pole position, Alonso e Hamilton arrancaram forte e passaram à frente logo na primeira volta. O bicampeão do Mundo, apesar dos problemas que teve com a comunicação via rádio com as boxes, aproveitou então para se distanciar dos seus perseguidos e, na volta 14, já tinha mais de 13 segundos sobre Hamilton e Raikonen. Massa, que falhou uma travagem na volta três, rodava na quinta posição e revelava problemas para ultrapassar Nick Heidfeld (BMW Sauber), o que, aliás, nunca chegaria a acontecer.
Na 17.ª passagem pela linha de meta, Alonso parou nas boxes para mudar de pneus e Hamilton passou a liderar a corrida, seguido de Heidfeld. Cinco voltas depois, já com os principais pilotos com pneus novos, a corrida voltou à ‘normalidade’, com Alonso, Hamilton, Raikkonen, Heidfeld e Massa nas cinco primeiras posições. O estreante da McLaren voava sobre a pista, fazendo voltas consecutivas a 1m37s, menos um segundo do que o seu companheiro de equipa. A partir da volta 39, Alonso respondeu e passou a rodar também no segundo 37.
Após a segunda paragem das boxes dos principais pilotos (entre as voltas 38 e 44) nada se alterou: Alonso continuou a mandar e Hamilton, em segundo, conduzia sem erros, evitando assim ser ultrapassado por Raikkonen. Na última volta, o piloto da Ferrari deu tudo por tudo, mas Hamilton não tirou o pé de acelerador e conseguiu passar a meta com menos de um segundo de vantagem. Nos pontos ficaram ainda Heidfeld (Williams), Massa (Ferrari), Fisichella (Renault), Trulli (Toyota) e Kovalainen (Rennault).
"SONHO FEITO REALIDADE"
“Para qualquer piloto, ganhar um Grande Prémio em duas escuderias diferentes é um sonho feito realidade”, disse Fernando Alonso, momentos depois de ter triunfado na Malásia. Na época passada, Alonso venceu com a Renault. O piloto da McLaren considerou a corrida “fantástica” e frisou que a chave da vitória esteve na largada: “Sabíamos que se conseguisse ir para a frente, tudo seria mais fácil. Foi o que aconteceu. A única dificuldade foi o calor sufocante [mais de 40º].”
CLASSIFICAÇÕES (CINCO PRIMEIROS)
GP Malásia (56 voltas, 310,408 km)
Fernando Alonso - (McLaren-Mercedes) - 1:32.14,930 (média: 201,894 km/h)
Lewis Hamilton - (McLaren-Mercedes) - a 17,557
Kimi Raikkonen - (Ferrari) - a 18,339
Nick Heidfeld - (BMW Sauber) - a 33,777
Felipe Massa - (Ferrari) - a 36,705
Mundial de pilotos
Fernando Alonso (Esp.) - 18 pontos
Kimi Raikkonen (Fin.) - 16
Lewis Hamilton (GB) - 14
Nick Heidfeld (Ale.) - 10
Giancarlo Fisichella (Ita) e Felipe Massa (Bra.) - 7
Construtores
McLaren-Mercedes -32,0 pontos
Ferrari - 23,0
BMW Sauber - 10,0
Renault - 8,0
Toyota - 3,0
Ver comentários