Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

“Ando angustiado e também triste”

Paulo Sérgio admitiu que está pressionado para ganhar hoje ao Marítimo. "Estou sempre pressionado. Eu tenho de provar o meu valor e os jogadores têm de me provar a mim o seu valor todos os dias."
22 de Agosto de 2010 às 00:30
Paulo Sérgio pede o apoio aos adeptos para ajudar a ultrapassar este momento menos bom
Paulo Sérgio pede o apoio aos adeptos para ajudar a ultrapassar este momento menos bom FOTO: Paulo Calado/Record

Com duas derrotas consecutivas e zero golos, Paulo Sérgio deixou o coração falar por ele: "Ando angustiado e é claro que não ando feliz desde que perdi em Paços de Ferreira", disse, sublinhando que o seu sentimento não passa para os jogadores. "Uma coisa é isso e outra perder a confiança nos que trabalham comigo", afirmou, frisando: "Os meus jogadores continuam a ser os melhores do Mundo."

Depois de duas derrotas seguidas, Paulo Sérgio reconheceu que a confiança fica "abalada" e que por isso vai promover mudanças no estilo de jogo. "Não estou disposto a fazer adaptações. Queremos simplificar o nosso jogo e torná-lo o mais objectivo possível. Até podemos criar menos oportunidades de golo, mas temos de as concretizar."

Paulo Sérgio disse que está convencido de que a equipa vai recriar a onda positiva que já teve com os adeptos leoninos e por isso acredita que os sportinguistas não vão virar as costas à equipa no jogo de hoje em Alvalade: "Os adeptos vão apoiar. Os resultados por vezes dependem da espessura da trave ou do poste." Por isso, o técnico explicou a resposta que espera amanhã do seu grupo: "Tem de ser positiva, sermos mentalmente muito fortes . Cabe-nos dar a volta a isto."

SEM PACIÊNCIA PARA ESTUPIDEZ

Paulo Sérgio foi confrontado com as observações do ex-presidente leonino Santana Lopes à equipa, que englobam críticas ao treinador. "Aquilo é mau demais. Falta liderança e espírito de conquista", escreveu o político no seu blogue. O treinador foi diplomático até certo ponto, mas sem atingir directamente Santana. "Precisamos é de mensagens de apoio e não de destruição. Com todo o respeito, não faço mais comentários", mas mais à frente não evitou um desabafo. "Jamais me vão ver com a cabeça debaixo da areia, quando há críticas, mesmo que estúpidas. Mas para gente estúpida não tenho paciência", disse Paulo Sérgio, garantindo que também não liga muito aos elogios.

O treinador do Sporting não respondeu directamente à pergunta sobre se as críticas boicotavam o seu trabalho, contornando-a: "Sabemos que num clube com a grandeza do Sporting a nossa vida é escalpelizada ao milímetro."

LIEDSON APTO PARA JOGO COM O MARÍTIMO

Liedson treinou integrado sem limitações e pareceu recuperado da entorse na tibiotársica esquerda que sofreu no jogo de quinta-feira, em Alvalade, frente ao Brondby (0-2), no play-off da Liga Europa.

Valdés falhou o treino de ontem devido a síndrome febril. O médio chileno de 29 anos estava em dúvida, de acordo coma ficha clínica entregue aos jornalistas antes do treino, mas foi convocado.

Rui Patrício, Tiago, Carriço, Polga, Evaldo, Grimi, Nuno André Coelho, João Pereira, Maniche, Matías, Valdés, André Santos, Zapater, Diogo Salomão, Vukcevic, Saleiro, Yannick, Postiga e Liedson foram os escolhidos pelo técnico Paulo Sérgio para a recepção deste final de tarde ao Marítimo, equipa que, tal como o Sporting, disputa o play--off da Liga Europa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)