Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

André Villas-Boas feliz com vitória em jogo de treino

André Villas-Boas considerou a vitória por 1-0 na visita ao Portsmouth um bom resultado, mas está confiante de que pode melhorar a equipa do Chelsea, evitando especular sobre a contratação de novos futebolistas.
16 de Julho de 2011 às 18:46
Ex-treinador do FC Porto venceu o seu primeiro jogo de treino à frente do Chelsea
Ex-treinador do FC Porto venceu o seu primeiro jogo de treino à frente do Chelsea FOTO: Luke MacGregor/Reuters

O técnico português reconheceu que Fratton Park "é um dos campos mais difíceis de visitar" e que "o Portsmouth dá sempre luta", o que foi visível em várias oportunidades de golo criadas ao longo do jogo, incluindo uma grande penalidade, defendida por Hilário na segunda parte. 

O resultado foi feito logo aos sete minutos, após um autogolo de Tal Ben Haim, que se estreou mal pela equipa da casa ao cabecear para dentro da própria baliza quando tentava aliviar um centro do lado direito feito pelo espanhol Fernando Torres.  

O Chelsea apresentou-se com dois 'onzes' totalmente diferentes, só fazendo entrar os veteranos Frank Lampard, Didier Drogba, Nicholas Anelka e John Terry (tal como o lateral-direito português José Bosingwa) no segundo tempo.   

"Houve sinais positivos e sinais negativos, mas sobretudo positivos, tendo em conta que usámos duas boas equipas, uma na primeira parte e outra na segunda. Por isso é bom toda a gente ter jogado", considerou Villas-Boas, que negou estar desapontado.

O treinador português afirmou acreditar que o Chelsea pode "alcançar melhor posicionamento e maior rapidez de circulação da bola", revelando que já vê resultados do trabalho feito para criar maior união entre os vários sectores da equipa.  

O ex-treinador do FC Porto disse que o que está a fazer nos treinos "entrou na cabeça dos jogadores e isto é bom sinal" e elogiou a frescura de alguns, tendo em conta que o regresso de férias foi há duas semanas. 

Destacou ainda o facto de ter usado um jogador de 16 anos, Chlobah, "que promete muito, é inglês, tem futuro e é algo que os adeptos devem ver".

O português evitou comentar a potencial compra dos médios Luka Modric - que o Tottenham recusou por considerar o valor oferecido baixo - e Scott Parker, jogador do West Ham, embora tenha reconhecido que esta posição é uma que pretende reforçar.

André Villas-Boas Chelsea Tottenham Hilário Bosingwa FC Porto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)