Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Angola já corre para Mundial 2006

Oliveira Gonçalves encosta o corpo à rede que delimita o campo número quatro do ‘Marbella Paradise of Football’, complexo desportivo escondido em San Pedro de Alcântara, lugarejo do Sul de Espanha que até 15 de Janeiro servirá como centro de estágio da selecção angolana de futebol.
29 de Dezembro de 2005 às 00:00
Selecção Angolana vai estrear-se no Mundial frente a Portugal
Selecção Angolana vai estrear-se no Mundial frente a Portugal FOTO: Sérgio Lemos
No relvado, os 23 jogadores que conseguiram chegar a tempo para o arranque da preparação fazem os primeiros exercícios de aquecimento. Chegarão mais nos próximos dias, a conta-gotas, mas por enquanto é com aqueles que o seleccionador pode contar. “Ao todo serão 31 e ainda faltam alguns importantes, como o Mantorras e o Akwá, que virão cá ter mais tarde”, diz com semblante apreensivo antes de espreitar para dentro de campo.
A equipa aterrou anteontem em Málaga, partindo de imediato de autocarro para o Hotel Barceló Marbella Golf, que além de variadas comodidades proporciona a necessária discrição que tão importante momento obriga. É que em 2006 os ‘Palancas Negras’ têm no calendário dois grandes acontecimentos: primeiro, no dia 21 do próximo mês, o arranque da Taça Africana das Nações (CAN), apontado pelos dirigentes angolanos como o evento de maior importância para um conjunto há seis anos arredado de tal palco; depois o Mundial da Alemanha, onde se estreia a 11 de Junho, precisamente diante da selecção portuguesa.
“As duas provas têm grande reputação mas antes de mais temos de nos preparar para a CAN, para a qual lutámos em toda a fase qualificação, e que era o nosso grande objectivo. O Mundial da Alemanha veio por acréscimo, depois de percebermos que bastava mais um pequeno esforço para lá chegarmos. Mas temos os pés assentes na terra, nunca estivemos nessa competição, que acima de tudo servirá para marcarmos a nossa posição no planeta do futebol”, explica Amaral, coordenador técnico de Angola.
As preocupações com a formação de Luiz Felipe Scolari podem esperar. Por enquanto os grandes adversários de Angola são os Camarões.
Ver comentários