Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Apito mentiroso não evita lenços

Um grande remate de Braga , a onze minutos do final do jogo, devolveu ao marcador a expressão que pouco antes o árbitro, a mando do seu assistente, tinha erradamente anulado. Dessa forma o sensacional Leixões ganhou a partida e assim se fez justiça no dia em que o Estádio do Dragão comemorava o 100º jogo do FC Porto. Sem festa, com muitos assobios e até lenços brancos a sublinhar uma derrota (2-3) que pode ter consequências imprevisíveis no reino do Dragão.

26 de Outubro de 2008 às 00:30
Leixões fez a festa do golo por três vezes no Dragão
Leixões fez a festa do golo por três vezes no Dragão

Jesualdo Ferreira, que após a derrota com o Dínamo de Kiev garantiu ter tido vontade de também ele assobiar, teve ontem, pela mesma ordem de raciocínio, de reprimir a vontade de levar a mão ao bolso e puxar do lenço, após mais uma exibição muito frouxa da sua equipa.

José Mota, técnico do Leixões, nem precisou de esconder o jogo. De véspera tinha prometido explorar a intranquilidade do FC Porto, decorrente do ‘crash’ de confiança provocado pela recente derrota europeia, também no Dragão, frente ao Dínamo de Kiev. Não teve de esperar muito para ver confirmada a profecia: aos três minutos Lino começava a desfiar o rosário de erros, que prolongou enquanto esteve em campo. Foi apenas meia hora, mas o bastante para o Leixões, no aproveitamento de mais um buraco à esquerda, fazer o segundo golo.

O tribunal das Antas, que já estava a afinar o coro de assobios, sentenciou naquele momento o defesa-esquerdo de serviço.

Jesualdo retirou Lino (a lateral-esquerda, este ano, é mesmo um lugar maldito, no Dragão), deu um novo formato à equipa e ela reagiu. Chegou ao empate e o Leixões parecia começar a ficar encostado às cordas. Mas tal não aconteceu. Deu um passo em frente e ofereceu de novo o peito ao adversário. Marcou mais dois golos (o árbitro só aceitou um) e venceu com justiça.

ANÁLISE

POSITIVO: CANUDO PARA BRAGA

Marcar dois golos no Estádio do Dragão e fazer o passe para mais um é proeza digna de registo. Atenção a este Braga.

NEGATIVO: LINO ARDE NA PIRA

A lateral-esquerda do FC Porto ameaça tornar-se uma pira. Ontem foi a vez de Lino arder em lume brando durante 30 minutos.

ARBITRAGEM: UM ERRO TREMENDO

O golo anulado ao Leixões foi um erro do tamanho do Estádio do Dragão. Zé Manuel não estava em fora-de-jogo.

APONTAMENTOS

JESUALDO RESIGNADO

'Fizemos um mau jogo e disso se aproveitou o Leixões que o venceu bem. Vamos procurar recuperar rapidamente os jogadores', disse ontem Jesualdo Ferreira no final da partida do Dragão.

ADEPTOS DO LEIXÕES

Foram cerca de 1500 os adeptos do Leixões presentes, ontem, no Estádio do Dragão, que viram a sua equipa isolar-se no comando da Liga.

LINO SURPREENDIDO

Aos 31’, a perder por 0-2, Jesualdo Ferreira retira Lino do relvado para fazer entrar Candeias. O lateral brasileiro mostrou-se surpreendido com a alteração, questionando mesmo os responsáveis portistas.

TOMÁS COSTA VEZES TRÊS

O argentino Tomás Costa foi um autêntico todo-o-terreno na partida de ontem. Começou como médio, passou para lateral-esquerdo e terminou no lado direito da defesa após a saída de Sapunaru.

FICHA DO JOGO

LIGA - 6.ª Jornada - 25/10/2008

 

Estádio Dragão - Assistência: 37 408

 

Golos: 0-1, Bruno China (3m); 0-2, Braga (30m); 1-2, Lucho González (36m, gp); 2-2, Lisandro López (61m); 2-3, Braga (79m)

 

FC PORTO: Nuno Espírito Santo, Sapunaru (Mariano González, 64m), Bruno Alves, Rolando, Lino (Candeias, 31m), Raul Meireles, Tomás Costa, Lucho González, Hulk, Cristian Rodríguez (Farías, 74m) e Lisandro López. Treinador: Jesualdo Ferreira.

 

LEIXÕES: Beto, Vasco Fernandes, Elvis, Joel, Laranjeiro, Roberto Sousa, Bruno China, Hugo Morais, Braga (Sandro, 89m), Marques (Roberto, 72m) e Diogo Valente (Zé Manuel, 62m). Treinador: José Mota.

 

Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)

 

Acção disciplinar: Cartões amarelos – Lisandro López (38m), Hulk (75m) e Elvis (76m)  

Classificação do jogo: 7

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)