Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Arbitragem portuguesa é problema

“Agressões são inaceitáveis”, diz titular da pasta do Desporto.
Pedro Carreira 29 de Setembro de 2016 às 10:25
João Paulo Rebelo
João Paulo Rebelo FOTO: Fernando Ferreira
O Governo assumiu esta quarta-feira como prioritária a luta contra os vários problemas da arbitragem portuguesa. "Agressões a árbitros são inaceitáveis", afirmou João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

Além da violência, o titular da pasta do Desporto quer ainda resolver outros problemas do setor, como o profissionalismo e a ética desportiva. "Trata-se de um ambiente competitivo, mas que tem de ser edificante e assente num conjunto de valores", sublinhou.

Críticas que também foram feitas por Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros Profissionais (APAF): "Todo este ambiente não é só mau para a arbitragem, é mau para o futebol e em nada o dignifica."

Tanto o líder dos árbitros como o secretário de Estado assumiram, ainda assim, que, no que diz respeito à questão da profissionalização dos juízes, pouco ou nada foi feito até ao momento. "Os objetivos do organismo só conseguirão avançar com a ajuda do Governo", afirmou Luciano Gonçalves.

Após um encontro na sede da APAF, em Lisboa, João Paulo Rebelo disse estar disponível para "procurar consensos".
Governo João Paulo Rebelo Desporto Luciano Gonçalves APAF Lisboa desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)