Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Armstrong pode estar a mentir

Richard Pound, presidente da Agência Mundial de Antidopagem (AMA), considerou ontem que Lance Armstrong poderá mesmo ter utilizado substâncias dopantes no Tour, em 1999, apesar dos desmentidos do heptacampeão da prova gaulesa.
6 de Setembro de 2005 às 00:00
Lance Armstrong
Lance Armstrong FOTO: Kevin Winter (Epa)
“Na minha opinião, o laboratório que realizou estas análises é muito bom e está na liderança mundial da investigação da EPO. Armstrong poderá estar a mentir, mas não posso estar a tirar conclusões antes da investigação chegar ao fim. E para se chegar a uma conclusão, sou a favor da realização de uma prova genética, para confirmar se as provas de urina correspondem a Armstrong”, referiu Richard Pound, advertindo, contudo, que muito dificilmente Armstrong será sancionado.
“Em 1999, não havia uma regulação da UCI a respeito dessa substância”.
Ainda segundo aquele dirigente, o laboratório que fez os exames reuniu um total de 46 análises positivas correspondentes a 1998 e 1999 e, segundo Pound, a AMA possui esses dados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)