Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

AUGUSTO INÁCIO SEM MEDO DOS LEÕES

O treinador do Vitória de Guimarães Augusto Inácio revelou-se ontem bastante confiante e “sem medo” para o jogo de hoje à noite, 21h00, contra o Sporting, no Estádio das Antas. Aliás, para o técnico vimaranense, a única razão para temer os ‘leões’ seria se o clube lisboeta jogasse com 12 elementos.
8 de Novembro de 2002 às 00:00
“Eu poderia temer o Sporting se eles tivessem um jogador a mais. Como isso não acontece, vamos encará-los da mesma forma como encarámos o FC Porto. O Vitória vai querer manter as boas prestações, e perspectiva-se um grande jogo, onde qualquer resultado pode ser possível. O nosso desejo é que os nossos adeptos estejam presentes para fazerem a diferença”, afirmou o técnico que já se sagrou campeão nacional ao serviço dos ‘leões’.

Para Augusto Inácio, o facto do jogo se realizar nas Antas apenas trará benefícios a ambas as equipas. “Ao escolher este estádio, a nossa preocupação foi arranjar um palco onde se pudesse proporcionar um bom espectáculo. Aliás, vocês criticam muito as equipas que não praticam um futebol ao primeiro ou segundo toque e, muitas vezes, isso acontece porque os relvados não o permitem. Este parece-me um bom relvado para isso e vamos tentar fazê-lo”, garantiu.

Quem não vai poder dar o seu contributo à equipa é o avançado Romeu. No entanto, o internacional português manifestou confiança no atleta que o irá substituir na partida diante da equipa leonina. “Tenho consciência de que quem me substituir vai dar o seu máximo”, afirmou. Em relação à partida o avançado adverte para o “orgulho ferido” dos ‘leões’. “Os clubes grandes quando perdem um jogo, da maneira como perdeu o Sporting, sentem-se feridos no orgulho e tentam limpar a imagem no jogo seguinte. Por isso é preciso ter muito cuidado”, ressalvou o melhor marcador da SuperLiga, que juntamente com Simão Sabrosa já tem sete golos.
Ver comentários