Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Baía emotivo na despedida

Vítor Baía vai ser director das relações externas do FC Porto. Aos 37 anos, o guarda-redes com mais títulos conquistados a nível planetário, pendura as luvas para abraçar uma carreira de dirigente e privilegiar os contactos ao mais alto nível, como, por exemplo, com a FIFA e a UEFA.
14 de Junho de 2007 às 00:00
Aos 37 anos, o guardião pôs fim a uma brilhante carreira
Aos 37 anos, o guardião pôs fim a uma brilhante carreira FOTO: José Moreria/Record
O guardião terminava no final do mês o contrato que o ligava aos portistas. Relegado para o banco, Vítor Baía optou por deixar a competição: “Este é o meu último ano como jogador profissional. Vou pousar as luvas, como se diz na gíria futebolística. Foram vinte anos de carreira, dos quais me orgulho muito”, anunciou emocionado o até agora 99.
“Não é um momento fácil. Há muitas emoções. Mas é algo que me agrada muito, que é o facto de me manter ligado ao FC Porto”, explicou Baía, já preparado para a nova vida: “Termina um ciclo, penso eu, a todos os níveis brilhante. Irá iniciar-se outro, que espero também estar ao nível da exigência e da responsabilidade daquilo que o clube me propôs fazer num futuro próximo”.
Pinto da Costa acompanhou Baía neste anúncio de despedida e também não conteve a emoção: “Naturalmente que este momento, se é difícil para o Vítor também é difícil para mim porque há 25 anos vi o Vítor nascer para o futebol”, recordou o presidente, que estava longe de sonhar que o menino que então viu jogar na Constituição acabaria por conquistar 30 títulos.
Formalmente, Baía passa a ser o novo responsável pelas relações externas. No entanto, ainda vai ter um jogo de despedida no início da época que se avizinha.
LIMA 'SUCESSOR' DE ANDERSON
Leandro Lima, médio ofensivo do São Caetano, é pretendido pelo FC Porto para substituir o brasileiro Anderson, vendido ao Manchester United. No entanto, o internacional sub-20, que vai disputar o Mundial da categoria no Canadá, também é pretendido pelo Fenerbahçe.
O emblema turco oferece 2,5 milhões de euros pelo médio de 19 anos, que no Brasil também é disputado pelo Botafogo e Fluminense.
O presidente do São Caetano, Nairo Ferreira Souza, já admitiu os contactos do FC Porto, mas espera pela participação de Leandro Lima no Mundial sub-20 e uma eventual inflação do valor do passe do jovem médio.
No Brasil, Leandro Lima é comparado a Anderson, que o FC Porto vendeu ao Manchester United.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)