Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Balneário furtado durante o treino

O balneário dos jogadores do Olhanense foi ontem de manhã alvo de furto, ao mesmo tempo que estava a ter lugar a única sessão de treino do dia. O assalto ocorreu por volta das 10h30.
12 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Assaltante entrou no balneário do Olhanense, enquanto os jogadores treinavam no relvado
Assaltante entrou no balneário do Olhanense, enquanto os jogadores treinavam no relvado FOTO: Luís Costa

Enquanto estavam a preparar a recepção ao Sporting desta noite, os jogadores do Olhanense nem suspeitavam que naquele momento estaria alguém a remexer-lhes nos cacifos, dentro do próprio balneário do Estádio José Arcanjo. Bruno Veríssimo e André Micael ficaram sem os telemóveis; o chileno Suarez sem 450 euros; e o jovem guarda-redes Pedro Pereira sem 10 euros.

"A maioria dos jogadores não tinha os cacifos trancados porque confiam uns nos outros e nunca imaginavam que alguém estranho pudesse entrar no local", disse ao CM fonte do clube.

O suspeito entrou pela zona da lavandaria, porta que os jogadores utilizam para se deslocarem para o relvado, e não havia sinais de arrombamento. Os atletas só deram conta de que tinham sido alvo de furto quando o capitão Rui Duarte notou que as suas coisas tinham sido remexidas e alertou os companheiros.

O assaltante, de 19 anos, foi apanhado à tarde pela PSP, que contou com a ajuda de câmaras de vigilância internas do estádio para o identificar. Segundo comunicado da polícia, o jovem, já conhecido por pequenos furtos, confessou o crime quando foi abordado, mas antes já tinha gasto 40 euros furtados e vendido um telemóvel a uma loja.

O assaltante foi constituído arguido, tal como o indivíduo que lhe comprou o telemóvel, pela prática de um crime de receptação. Os bens foram restituídos.

OLHANENSE BALNEÁRIO ASSALTO JOGADORES
Ver comentários