Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Basso aclamado em Milão

O ‘Giro’ de Itália terminou ontem em Milão com a vitória anunciada do italiano Ivan Basso, da equipa dinamarquesa CSC, orientada por Bjarne Riis, antigo vencedor do ‘Tour’ de França.
29 de Maio de 2006 às 00:00
Ivan Basso brinda com champanhe à vitória na Volta a Itália
Ivan Basso brinda com champanhe à vitória na Volta a Itália FOTO: Stefano Rellandini/Reuters
A última etapa foi, como é da praxe, uma jornada de consagração tanto para o vencedor como para todos aqueles que emprestaram brilho à corrida, tendo a vitória no circuito milanês pertencido ao alemão Robert Forster (Gerolsteiner), num bem sucedido ataque a cerca de 100 metros da linha de chegada.
Ivan Basso (28 anos) foi, incontestavelmente, o grande dominador da corrida, ao conquistar a camisola rosa de líder, na vitória da 8.ª etapa, em Maielletta, defendendo-a depois, com grande determinação, até à última pedalada.
Destacou-se muito cedo dos seus mais directos adversários, José Gutierrez e Gilberto Simoni, alcançando sobre eles uma vantagem confortável, o mesmo acontecendo com os outros favoritos que chegaram ao fim, tais como Cunego, Savoldelli, Di Luca e Bettini, cujas prestações decepcionaram.
Com esta sua primeira vitória no ‘Giro’ de Itália, Ivan Basso sucede a Simoni, Cunego e Savoldelli na lista dos vencedores da ronda transalpina, que este ano partiu de Seraing, na Bélgica, e na qual conquistou três etapas a somar às duas conseguidas no ano passado.
A de sábado, a terceira, em Aprica, foi contestada por Gilberto Simoni, que acusou Basso de ‘golpe Basso’ (baixo), revelando que o camisola rosa lhe pediu para não o atacar na descida do Mortirolo e que, em compensação, o deixaria vencer a etapa. “Podia ter dito que queria dedicar a vitória ao filho e eu não discutiria o ‘sprint’”, comentou Simoni.
Basso, por seu lado explicou que não atacou: “Apenas mantive o meu passo, pois queria dedicar a vitória a Santiago”. Mas há quem defenda que Basso deveria ter permitido a Simoni uma vitória a todos os títulos merecida.
Seja como for, a verdade é que os dois ciclistas partiram ontem para a última etapa um pouco sentidos pelo episódio da véspera, o que, todavia, não tirou nem mérito nem brilho à vitória de Ivan Basso, o herói do momento em Itália.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)