Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Belgas esmurram jornalistas

A intimidação parece ser a principal arma da selecção belga para o encontro de amanhã com Portugal, em jogo do grupo A de apuramento para o Europeu de 2008. Primeiro, ainda na Bélgica, ameaçaram colocar Cristiano Ronaldo KO logo aos dois minutos de jogo e ontem viraram-se para os jornalistas portugueses.
23 de Março de 2007 às 00:00
No aeroporto de Lisboa, dois elementos da federação belga usaram da força física e esmurraram dois repórteres fotográficos. O ambiente para o encontro de amanhã em Alvalade está assim ao rubro.
Fruto das declarações explosivas do guarda-redes belga Stijn Stijnen a um jornal de Antuérpia – “Aos dois minutos de jogo devemos agir de maneira a que Cristiano Ronaldo saia de campo em maca” – o guardião era, obviamente, o jogador com quem toda a imprensa portuguesa queria falar. No entanto, Stijnen foi sempre bem escoltado pela PSP e também por parte de alguns elementos da federação da Bélgica, que, a dada altura, não gostaram das centenas de flashes disparados na direcção do guarda-redes e dois deles resolveram intervir e esmurrar os repórter fotográficos do jornal ‘Record’ e de ‘A Bola’. Depois refugiaram-se no autocarro mas não pararam com as provocações, desta feita com gestos e palavras.
No final da confusão, os dois jornalistas apresentaram queixa e os agentes da PSP informaram os profissionais da Comunicação Social de que os agressores foram identificados.
Questionado pelos jornalistas logo após o treino da selecção nacional, Amândio Carvalho, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), confessou não ter qualquer informação sobre o incidente. “Não tenho conhecimento de nada. É natural que haja confusão, mas não quero fazer comentários porque ninguém me transmitiu nada ainda”, afirmou o responsável federativo.
O CM tentou contactar o presidente da FPF, Gilberto Madaíl, mas o dirigente esteve sempre incontactável até ao fecho desta edição.
QUEIXA CHEGOU À UEFA
Já chegou à UEFA, organismo máximo do futebol europeu, uma exposição da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) relativa às ameaças do guarda-redes da selecção belga a Cristiano Ronaldo. A UEFA confirmou ontem e promete agora investigar o caso. “Recebemos uma queixa da federação portuguesa e vamos iniciar uma investigação sobre o caso. Vamos contactar a federação belga a seu tempo, mas a investigação não estará concluída a tempo do jogo de sábado”, revelou um porta-voz da UEFA à Reuters. Por sua vez, também ontem a federação belga referiu à Reuters as medidas tomadas para defender Stijn Stijnen. “Já falámos com a FPF e enviámos um testemunho do Stijnen, a par de uma cópia dos jornais de quinta--feira, onde ele nega o que lhe foi imputado no jornal”.
HUGO VIANA NO LUGAR DE DECO
O treino de ontem, no Estádio Nacional, levantou o véu sobre os planos de Luiz Felipe Scolari para o encontro com a Bélgica. Hugo Viana deverá surgir no lugar de Deco, Paulo Ferreira ocupará a lateral esquerda e Hugo Almeida será o ponta-de-lança.
O apronto contou também com a participação de Petit e Ricardo, ausentes da sessão de quarta-feira. Os dois jogadores trabalharam sem limitações, embora o médio tenha abandonado mais cedo. Scolari mostrou-se interventivo e dedicou especial atenção aos lances de bola parada. Livres, cantos e penáltis foram sempre repetidos, com Ronaldo, Hugo Viana, Petit e Ricardo Quaresma a assumirem o protagonismo.
Scolari entregou os coletes de titular aos seguintes jogadores: Miguel, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade e Paulo Ferreira; Petit, Tiago e Hugo Viana; Ronaldo, Quaresma e Hugo Almeida. Daniel Fernandes foi o guardião, mas Ricardo será o eleito para o desafio de amanhã. O jogo entre titulares e suplentes acabou com a vitória do onze provável por 3-1.
H. ALMEIDA SONHA PASSAR PAULETA
Hugo Almeida deve surgir a titular na partida de amanhã, mas já sonha com voos mais altos com a camisola da Selecção. “Gostava de ser o melhor marcador de todos os tempos de Portugal”, confessou o avançado do Werder Bremen. O dianteiro antevê dificuldades frente aos belgas, mas confia no apuramento para o Europeu: “Eles vêm para ganhar, temos de ter muita atenção. Calhámos num grupo com grandes equipas.” Também presente na conferência de imprensa, Hugo Viana comentou as palavras do guarda-redes belga sobre Ronaldo, que pretende que a sua equipa tire o português logo nos primeiros minutos da partida. “São declarações que não são normais, mas não nos afectam. Já é tempo de pensar no jogo”, sublinhou o médio. O jogador do Valência acrescentou: “A Bélgica é um adversário complicado. Tudo pode acontecer e temos de entrar com humildade. Sentimos que somos capazes de vencer qualquer equipa no Mundo.” Antecipando a entrada para o lugar de Deco, Hugo Viana mostrou-se pronto para assumir a responsabilidade. “Se me escolher, darei o melhor possível”, adiantou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)