Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Benfica está mais pressionado

Paulo Bento não tem dúvidas: em função da vantagem pontual do Sporting, o Benfica vai ter de correr alguns riscos no dérbi de hoje. Apesar de tudo, diz que o rival não fica fora da corrida pelo título em caso de derrota no jogo de hoje. Sobre as estratégias ‘na manga’, o técnico diz que, mesmo sendo tempo de Natal, não haverá surpresas.
1 de Dezembro de 2006 às 00:00
Benfica está mais pressionado
Benfica está mais pressionado FOTO: Rui Minderico Record
Correio da Manhã – Como perspectiva este dérbi?
Paulo Bento – Este é talvez o jogo mais mediático do campeonato, onde muitas vezes o momento que as equipas atravessam não tem grande influência. Temos uma vantagem de sete pontos quando ele se iniciar, jogamos em casa e por tudo isto podemos estar optimistas e tranquilos.
– O Sporting é favorito?
– Jogamos em casa, estamos num bom momento, temos pontos de vantagem. Se for por estes factores, temos algum favoritismo. Mas isto não significa mais facilidade, pois o adversário tem muita qualidade.
– Que Benfica espera?
– Uma equipa forte e de qualidade. Vai ser um jogo complicado contra uma equipa ofensivamente forte.
– O factor casa conta?
– Pode ter alguma importância. Queremos que seja importante e contamos com o estádio cheio.
– Como encara o reencontro com Fernando Santos?
– Com normalidade. Tal como com todas as pessoas que conheci profissionalmente.
– O facto de já ter sido seu técnico é um ponto a seu favor?
– Não. Não vamos jogar os dois... São onze jogadores de cada lado a jogar e oxalá assim termine.
“RESPEITO FERNANDO SANTOS”
– Mantiveram alguma relação de amizade?
– Temos uma relação normal. Não somos obrigados a ser amigos de toda a gente que conhecemos no futebol. Respeito-o.
– Como explica que Liedson só tenha dez golos em dois jogos?
– Não tenho explicação. Estaria mais preocupado se ele não criasse oportunidades. Não é normal o número de golos que tem, não o escondo, mas é normal a temporada que está a fazer.
– O Benfica está mais pressionado pelo facto de ter alguns pontos de atraso?
– Está, seguramente. Em caso de derrota fica a uma distância ainda maior e mais difícil de recuperar. Mas este tipo de jogos traz sempre pressão e ansiedade para os dois lados.
– Qual das duas equipas está mais forte?
– Pelo que diz a classificação, é o Sporting que está melhor. Mas isso pode ter pouca influência.
– O Benfica sem Miccoli vale menos?
– O Benfica é uma equipa forte. Já perdeu tendo Miccoli e já ganhou sem ele. O que nos interessa é o que vale o Benfica colectivamente, pois a nossa forma de jogar não se altera em função da utilização dele.
– O Benfica vai ter de correr riscos?
– Seguramente quer diminuir o atraso que tem e por isso terá de discutir o resultado.
– Fernando Santos diz que vai a Alvalade para dominar o jogo. Acredita que isso é possível?
– Em alguns momentos, sim. Durante o jogo todo, não acredito.
– Para si, o Benfica é uma equipa sem surpresas, como disse Fernando Santos?
– Para ele, o Sporting também o será. Não há surpresas, mesmo sendo esta a altura do Natal. Já nos conhecemos todos. Surpresas fazemos, mas aos nossos.
– Se o Benfica perder fica afastado da luta pelo título?
– Fica mais longe, só isso.
– Já ganhou 3-1 e 3-0 ao Benfica, como treinador. É para repetir?
– Logicamente queremos manter os bons resultados que vamos conseguindo.
– Já quase não diz a palavra tranquilidade. Está intranquilo?
– Não. Nem me apercebo disso. Durante o jogo existe ansiedade, mas antes não. Estou completamente... tranquilo [risos].
Ver comentários