Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Benfica-FC Porto (1-3) minuto a minuto

O FC Porto conseguiu passar à final da Taça de Portugal ao vencer 1-3 no Estádio da Luz. Os encarnados tinham clara vantagem, pois venceram no Estádio do Dragão por 0-2 no já distante 2 de Fevereiro, mas acabaram por ser derrotados por terem sofrido mais golos no seu estádio. O Vitória de Guimarães já tinha confirmada a presença no Estádio do Jamor a 22 de Maio.
20 de Abril de 2011 às 22:27
Bolas de golfe atiradas das bancadas são cada vez mais comuns nos relvados portugueses
Adeptos do Porto entraram na Luz entusiasmados
Adeptos usaram várias maneiras para causarem distúrbios e confusão, horas antes do 'clássico'
Picardias entre os jogadores das duas equipas foram uma constante ao longo do encontro
Cardozo ainda reduziu na cobrança de uma grande penalidade mas o Benfica não conseguiu ir mais longe
Aquilo que parecia impossível aconteceu: FC Porto foi ao Estádio da Luz recuperar a desvantagem de dois golos no jogo da primeira-mão
Humilhação da derrota foi sentida por vários jogadores do Benfica
Do outro lado do campo, o guarda-redes Beto, também ele formado em Alvalade, festejou o primeiro golo do FC Porto
Já em campo, Jardel disputa bola com Falcão
Terceiro golo do FC Porto, marcado pelo colombiano Falcão, cimentou a reviravolta. Agora o Benfica precisava de marcar dois golos
Para os adeptos benfiquistas que ficaram a assistir até ao fim restou a impressão de terem assistido a um pesadelo
Família de befiquistas tenta escapar da confusão e dos confrontos
Hulk passeou-se pelo relvado da Luz como se tivesse uma capa de super-herói
Fábio Coentrão e Hulk lutam pela posse da bola
Depois do apito final de Carlos Xistra, André Villas-Boas correu para o relvado e festejou a sua vitória na casa do Benfica em pouco mais de duas semanas
Autoridades policiais no terreno foram alvos de várias pedradas
César Peixoto e Ruben Micael voltaram a ser opções no meio-campo para Jorge Jesus e André Villas-Boas
Tudo parecia estar resolvido quando João Moutinho inaugurou o marcador com um remate de fora da grande área que deu esperança aos portistas
Óscar Cardozo e Christian Rodríguez reencontraram-se no Estádio da Luz. Só que desta vez como rivais
Hulk festeja o segundo golo da noite, obtido em posição irregular, com Rolando e Falcão
Luisão superou Otamendi e Rolando neste duelo de centrais. No marcador mantinha-se o nulo e o Benfica estava às portas da final da Taça de Portugal
Ânimos estiveram exaltados
Jorge Jesus dá as indicações aos seus jogadores
Bolas de golfe atiradas das bancadas são cada vez mais comuns nos relvados portugueses
Adeptos do Porto entraram na Luz entusiasmados
Adeptos usaram várias maneiras para causarem distúrbios e confusão, horas antes do 'clássico'
Picardias entre os jogadores das duas equipas foram uma constante ao longo do encontro
Cardozo ainda reduziu na cobrança de uma grande penalidade mas o Benfica não conseguiu ir mais longe
Aquilo que parecia impossível aconteceu: FC Porto foi ao Estádio da Luz recuperar a desvantagem de dois golos no jogo da primeira-mão
Humilhação da derrota foi sentida por vários jogadores do Benfica
Do outro lado do campo, o guarda-redes Beto, também ele formado em Alvalade, festejou o primeiro golo do FC Porto
Já em campo, Jardel disputa bola com Falcão
Terceiro golo do FC Porto, marcado pelo colombiano Falcão, cimentou a reviravolta. Agora o Benfica precisava de marcar dois golos
Para os adeptos benfiquistas que ficaram a assistir até ao fim restou a impressão de terem assistido a um pesadelo
Família de befiquistas tenta escapar da confusão e dos confrontos
Hulk passeou-se pelo relvado da Luz como se tivesse uma capa de super-herói
Fábio Coentrão e Hulk lutam pela posse da bola
Depois do apito final de Carlos Xistra, André Villas-Boas correu para o relvado e festejou a sua vitória na casa do Benfica em pouco mais de duas semanas
Autoridades policiais no terreno foram alvos de várias pedradas
César Peixoto e Ruben Micael voltaram a ser opções no meio-campo para Jorge Jesus e André Villas-Boas
Tudo parecia estar resolvido quando João Moutinho inaugurou o marcador com um remate de fora da grande área que deu esperança aos portistas
Óscar Cardozo e Christian Rodríguez reencontraram-se no Estádio da Luz. Só que desta vez como rivais
Hulk festeja o segundo golo da noite, obtido em posição irregular, com Rolando e Falcão
Luisão superou Otamendi e Rolando neste duelo de centrais. No marcador mantinha-se o nulo e o Benfica estava às portas da final da Taça de Portugal
Ânimos estiveram exaltados
Jorge Jesus dá as indicações aos seus jogadores
Bolas de golfe atiradas das bancadas são cada vez mais comuns nos relvados portugueses
Adeptos do Porto entraram na Luz entusiasmados
Adeptos usaram várias maneiras para causarem distúrbios e confusão, horas antes do 'clássico'
Picardias entre os jogadores das duas equipas foram uma constante ao longo do encontro
Cardozo ainda reduziu na cobrança de uma grande penalidade mas o Benfica não conseguiu ir mais longe
Aquilo que parecia impossível aconteceu: FC Porto foi ao Estádio da Luz recuperar a desvantagem de dois golos no jogo da primeira-mão
Humilhação da derrota foi sentida por vários jogadores do Benfica
Do outro lado do campo, o guarda-redes Beto, também ele formado em Alvalade, festejou o primeiro golo do FC Porto
Já em campo, Jardel disputa bola com Falcão
Terceiro golo do FC Porto, marcado pelo colombiano Falcão, cimentou a reviravolta. Agora o Benfica precisava de marcar dois golos
Para os adeptos benfiquistas que ficaram a assistir até ao fim restou a impressão de terem assistido a um pesadelo
Família de befiquistas tenta escapar da confusão e dos confrontos
Hulk passeou-se pelo relvado da Luz como se tivesse uma capa de super-herói
Fábio Coentrão e Hulk lutam pela posse da bola
Depois do apito final de Carlos Xistra, André Villas-Boas correu para o relvado e festejou a sua vitória na casa do Benfica em pouco mais de duas semanas
Autoridades policiais no terreno foram alvos de várias pedradas
César Peixoto e Ruben Micael voltaram a ser opções no meio-campo para Jorge Jesus e André Villas-Boas
Tudo parecia estar resolvido quando João Moutinho inaugurou o marcador com um remate de fora da grande área que deu esperança aos portistas
Óscar Cardozo e Christian Rodríguez reencontraram-se no Estádio da Luz. Só que desta vez como rivais
Hulk festeja o segundo golo da noite, obtido em posição irregular, com Rolando e Falcão
Luisão superou Otamendi e Rolando neste duelo de centrais. No marcador mantinha-se o nulo e o Benfica estava às portas da final da Taça de Portugal
Ânimos estiveram exaltados
Jorge Jesus dá as indicações aos seus jogadores

Sapunaru é impedido por um steward de se aproximar da bancada onde estão os adeptos portistas e começa um sururu que termina poucos segundos mais tarde. 

Adeptos do FC Porto fazem a festa nas bancadas do Estádio da Luz onde, ao contrário do que aconteceu no jogo a contar para o campeonato nacional, não foi desligada a iluminação eléctrica.

CARTÃO VERMELHO por acumulação para SAPUNARU. Enquanto os colegas celebram mais uma vitória no estádio do rival lisboeta, o defesa romeno dirige-se a Carlos Xistra e acaba por ver o segundo cartão amarelo e o consequente cartão vermelho. 

90+4' - APITO FINAL. André Villas-Boas e os seus jogadores festejam no relvado do Estádio da Luz a reviravolta nas meias-finais da Taça de Portugal.

90+2' - CARTÕES AMARELOS para FÁBIO COENTRÃO E BETO. Lateral-esquerdo do Benfica aproxima-se de Carlos Xistra, furioso com uma falta que lhe foi marcada. Chega a tocar no árbitro mas recebe apenas o cartão amarelo. De seguida é o guarda-redes do FC Porto a receber o mesmo castigo, neste caso por palavras.

90' - Colombiano volta a deixar-se antecipar por um adversário numa jogada de entendimento com Hulk dentro da grande área do Benfica. 

87' - Falcão tenta fintar adversários e desperdiça jogada em que cinco jogadores do FC Porto estavam na grande área contra apenas três adversários. 

86' - ENTRA SERENO e SAI SAPUNARU. André Villas troca defesa por defesa e espera que o cronómetro avance.

85' - ENTRA ALAN KARDEC e SAI JAVI GARCÍA. Jorge Jesus aposta tudo no ataque. 

83' - CARTÃO AMARELO para HULK. Carlos XIstra considera que o avançado brasileiro simulou uma grande penalidade. 

81' - CARTÃO AMARELO para JARDEL por rasteirar Falcão num contra-ataque com que o FC Porto tentava sacudir a pressão depois de Aimar levar perigo à grande área portista. 

80' - Carlos Xistra dá ordem a Antero Henriques, administrador da SAD do FC Porto, para abandonar o banco. 

79' - GOLO DO BENFICA! CARDOZO atira muito forte e pouco vale a Beto atirar-se para o lado certo. 

78' - PENÁLTI e CARTÃO AMARELO para SAPUNARU. Carlos Xistra assinala grande penalidade num lance em que parece ser ludibriado pelo movimento de Saviola.

77' - ENTRA AIMAR e SAI JARA. Jorge Jesus refresca meio-campo  

76' - Jara ganha posição dentro da grande área adversária, enganando Rolando, mas Beto defende o remate do argentino. 

74' - ENTRA SILVESTRE VARELA e SAI CRISTIAN RODRÍGUEZ. Substituição efectuada num momento em que os três mil adeptos do FC Porto festejam no Estádio da Luz. 

72' - GOLO DO FC PORTO! FALCÃO avança com a bola controlada e, perante a oposição de vários defesas, remata para a baliza de Júlio César, que é enganado pelo desvio nas pernas de Javi García. 

71' - GOLO DO FC PORTO! HULK empurra para o fundo das redes numa jogada em que estava claramente fora de jogo no momento em que recebeu o cruzamento de Álvaro Pereira. Decisão da equipa de arbitragem vai certamente dar que falar nos próximos dias. 

67' - Jogada de contra-ataque protagonizada por Carlos Martins perde-se devido à tentativa de desmarcar Cardozo, que estava em posição de fora de jogo. 

66' - Cristian Rodríguez faz uma entrada muito dura sobre Maxi Pereira e os jogadores do Benfica ficam a pedir o segundo cartão amarelo. 

64' - CARTÃO AMARELO para CARDOZO. Avançado paraguaio chuta para as bancadas em protesto pelo fora de jogo que lhe é marcado por Carlos Xistra. 

63' - GOLO DO FC PORTO! JOÃO MOUTINHO aproveita assistência de Cristian Rodríguez para rematar sem qualquer oposição à entrada da grande área do Benfica. Bola sai junto ao poset esquerdo, sem hipóteses para Júlio César. 

61' - ENTRA JAMES RODRÍGUEZ e SAI RUBEN MICAEL. André Villas-Boas refresca meio-campo quando tem meia-hora para dar a volta à eliminatória. 

59' - Desta vez Hulk remata com conta, peso e medida. Mas Júlio César encaixa a 'bomba' e tudo acaba em pontapé de baliza. 

58' - CARTÃO AMARELO para JARA. Atacante é punido por agarrar a camisola de Ruben Micael, que acabara de controlar a bola após lançamento de muito longe feito por João Moutinho. 

56' - Rolando faz um corte de alto risco frente à sua baliza, impedindo que Cardozo pudesse chegar a um centro venenoso de Jara. A bola sai a centímetros do poste esquerdo. 

53' - Hulk insiste na cobrança de livres mas sem melhorar os resultados. A bola sobe muitíssimo, sem qualquer perigo para Júlio César. 

50'  - Beto afasta de cabeça, já fora da grande área, num lance em que os encarnados pediram falta de Sapunaru sobre Saviola quando o argentino tentava chegar à bola. Repetição confirma que o romeno tocou no braço do adversário.

49' - Hulk ganha uma nesga de espaço ainda fora da grande área e remata rasteiro e com força. Júlio César só agarra à segunda. 

48' - Carlos Martins isola Cardozo na grande área ao cobrar um livre. De nada lhe serve, pois é assinalado fora de jogo ao goleador paraguaio. 

47'  - Álvaro Pereira cruza em arco para a grande área, onde Falcão cabeceia demasiado por alto. 

46' - CARTÃO AMARELO para JAVI GARCÍA. Médio espanhol rasteira Ruben Micael e o árbitro demonstra tolerância zero. 

SEGUNDA PARTE 

Apesar da oportunidade falhada por Falcão, o Benfica controlou a primeira parte de um jogo para o qual já partia com dois golos de vantagem. Jorge Jesus conseguiu que os seus jogadores tivessem muito mais posse de bola. 

45+1' - Carlos Xistra envia as duas equipas para os balneários. 

44' - Álvaro Pereira fica deitado na relva com queixas físicas mas acaba por levantar-se para permitir que a primeira parte chegue ao fim. 

42' - Hulk centra para o interior da grande área, onde Cristian Rodríguez estava preparado para fuzilar a baliza do adversário. Só que um defesa do Benfica afasta a tempo. 

40' - Falhanço incrível do FC Porto. Hulk ganha a bola à entrada do meio-campo encarnado, avança para a grande área e passa para Falcão, que permite a defesa de Júlio César no primeiro remate e atira por cima do poste na recarga. 

36' - Hulk cobra um livre directo em posição frontal directamente para as bancadas do Estádio da Luz. E tão ao lado que nem no rugby valeria pontos. 

34' - João Moutinho isola Hulk no último reduto do Benfica. No entanto, Jardel consegue recuperar posição e desvia cruzamento do 'Incrível' para a linha de fundo. 

33' - Carlos Martins remata de meia-distância e a bola embate num adversário, descendo em arco para a grande área. Cardozo chega primeiro e dá-lhe um ligeiro toque, acabando por sair muito perto do poste esquerdo. 

31' - CARTÃO AMARELO para FALCÃO por protestar contra a actuação de Carlos Xistra.  

30' - CARTÃO AMARELO para CRISTIAN RODRÍGUEZ. O terceiro uruguaio em campo segue o exemplo de Maxi Pereira e Álvaro Pereira, vendo o cartão por derrubar o ex-colega no Benfica. Na sequência do livre, Beto afasta com os pinhos. 

28' - Falcão tenta fintar Luisão junto à pequena área adversária mas consegue mais do que um canto. 

27' - Cristian Rodríguez avança pelo flanco direito e, já dentro da grande área, prefere rematar ao lado em vez de passar para os colegas que tinha ao lado. 

26' - Álvaro Pereira rodopia sobre um adversário e remata com força, levando a bola a sair muito por alto. 

24' - Falcão remata à entrada da grande área para defesa segura de Júlio César. 

21' - Otamendi tenta chegar a uma bola na grande área do Benfica e é atingido no rosto por Luisão no momento em que o central do Benfica afasta para longe. Jogo recomeça com lançamento de linha lateral para o FC Porto.

20' - CARTÃO AMARELO para MAXI PEREIRA. Lateral-direito do Benfica rasteira o também uruguaio Rodríguez quando este tentava lançar o contra-ataque. 

18' - Javi García salta mais alto do que a defensiva portista e corresponde ao livre com um cabeceamento que sai ligeiramente ao lado do poste direito da baliza de Beto. 

17' - CARTÂO AMARELO para ÁLVARO PEREIRA. Uruguaio vê o compatriota Maxi Pereira a tentar entrar com a bola pela grande área e acaba por rasteirá-lo. Mesmo assim protesta ao ser advertido por Carlos Xistra.

16' - Desta vez é Otamendi que atrasa a bola de forma defeituosa, obrigando Beto a sair da baliza e chutar para longe, já pressionado por Cardozo. 

13' - Júlio César recebe um atraso e tenta driblar Falcão. Apesar da falta de rapidez do guarda-redes brasileiro o avançado colombiano não consegue roubar o esférico. 

12' - Livre de Carlos Martins do lado direito do ataque benfiquista é afastado sem dificuldades pelo FC Porto. 

10' - Rodeado de adversários em posição frontal, Carlos Martins tenta isolar Maxi Pereira na direita. A bola acaba por sair pela linha lateral.

7' - Hulk marca livre bastante por cima da trave a castigar falta de Luisão sobre Ruben Micael. 

3' - Lançamento de linha lateral muito longo de Maxi Pereira leva bola junto da baliza defendida por Beto mas a defensiva consegue afastar. 

2' - João Moutinho cobra o canto sob uma chuva de objectos que caem das bancadas do Estádio da Luz.

1' - Benfica sai com a bola após apito de Carlos Xistra. FC Porto recupera a bola e Javi García vê-se forçado a ceder canto após Maxi Pereira dar espaço a um adversário.

André Villas-Boas surpreende com a inclusão do ex-benfiquista Cristian Rodríguez no onze titular, enquanto Jorge Jesus confirma aposta em Jardel, central brasileiro contratado ao Olhanense no mercado de Inverno.

Benfica

Júlio César; Maxi Pereira, Luisão, Jardel, Fábio Coentrão; Javi García, Carlos Martins, Jara e César Peixoto; Saviola e Cardozo

FC Porto

Beto; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Álvaro Pereira; Fernando, Ruben Micael e João Moutinho; Cristian Rodríguez, Hulk e Falcão

Árbitro: Carlos Xistra

Ver comentários