Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Benfica pede a Nuno Gomes para não jogar em Portugal

A SAD do Benfica pediu a Nuno Gomes para não continuar a carreira em Portugal. O avançado não deu resposta, pese embora as abordagens mais ou menos formais de Sporting e Sp. Braga. A SAD das águias pretende contar com o atleta num cargo de dirigente, mas uma eventual passagem por um clube português iria dificultar um regresso à Luz.
19 de Junho de 2011 às 00:30
A saída de Nuno Gomes gerou uma divisão entre o presidente e o treinador do Benfica
A saída de Nuno Gomes gerou uma divisão entre o presidente e o treinador do Benfica FOTO: Manuel de Almeida/Lusa

O CM sabe que, sobretudo no caso do Sp. Braga, a SAD benfiquista fez o pedido expressamente para o jogador não rumar aos ‘arsenalistas’, ao abrigo das relações tensas entre os dois clubes e das recepções hostis ao Benfica nos jogos na Pedreira.

Segundo apurou o CM a dispensa de Nuno Gomes – decisão exclusivamente técnica – caiu muito mal na SAD e que o presidente Luís Filipe Vieira tentou até ao limite manter o ex-capitão de 34 anos no Estádio da Luz.

Os dirigentes da SAD benfiquista não gostaram da dispensa de Nuno Gomes – até pelo carisma e mística que transmitia ao balneário, razão pela qual Jorge Jesus está cada vez mais isolado na estrutura do futebol – e houve internamente quem defendesse o despedimento do treinador depois de uma época em que os encarnados só conquistaram a Taça da Liga.

O avançado Nuno Gomes está ainda a reflectir sobre o rumo que vai dar à sua carreira e pretende escolher um clube que lhe dê a visibilidade de poder aspirar a uma presença na fase final do Campeonato da Europa de 2012 (Ucrânia e Polónia), caso Portugal se apure. Nuno Gomes é um jogador muito apreciado pelo seleccionador nacional Paulo Bento.

COENTRÃO NUM IMPASSE

As negociações entre Benfica e Real Madrid para a transferência de Fábio Coentrão não estão fáceis de concretizar, pelo que o CM apurou, embora tudo aponte que o negócio acabará por ficar fechado.

O CM sabe que Luís Filipe Vieira não queria abdicar dos 30 milhões de euros da cláusula de rescisão do lateral-esquerdo. O Real quer pagar menos e incluir jogadores no negócio.

Jesus pretende ter o defesa central Garay, que tem um ordenado a rondar os dois milhões de euros por ano. Vieira preferia contar com o médio Gago, jogador avaliado em dez milhões de euros e muito pouco receptivo a jogar em Portugal.

O Real Madrid admite incluir no negócio os extremos Sarabia e/ou Canalles. Certo é que os merengues não querem pagar a totalidade da cláusula de rescisão de Coentrão, que aguarda por novidades em Espanha. Aliás, o Benfica chegou a ponderar uma queixa à FIFA contra o Real Madrid por aliciamento ao lateral-esquerdo internacional português.

JARDEL NÃO ESTÁ SEGURO NO PLANTEL

O defesa central Jardel não está seguro no plantel do Benfica para a nova temporada, apurou o Correio da Manhã.

O técnico Jorge Jesus quer mais dois defesas centrais – um é Dedé, outro um internacional que alinha na Argentina, mas cujo nome permanece em segredo.

Se esses dois jogadores chegarem, Jardel será negociado, provavelmente para a Alemanha, onde o Hoffenheim já manifestou interesse e a vontade de oferecer dois milhões de euros.

Certa é a continuidade de Roderick Miranda, produto das escolas do Benfica e que na última temporada já esteve nos seniores, tendo sido utilizado no final da época por Jorge Jesus, técnico que reconhece grande potencial ao defesa central de 20 anos que vai jogar o Mundial de sub-20.

NUNO GOMES BENFICA SAD PORTUGAL FUTEBOL
Ver comentários