Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Benfica reforça cofres com 15 milhões de euros para chegada de Jorge Jesus

Empréstimo obrigacionista evita a venda de jogadores importantes para o plantel. Operação ajuda a responder à pandemia.
Ricardo Tavares e João Moniz 9 de Julho de 2020 às 01:30
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD do Benfica
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD do Benfica
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD do Benfica
O Benfica anunciou o aumento do valor do empréstimo obrigacionista de 35 para 50 milhões de euros. A diferença de 15 milhões dará mais músculo à SAD encarnada. Luís Filipe Vieira poderá assim evitar a venda de jogadores importantes para o plantel que na próxima época, tudo o indica, será dirigido por Jorge Jesus.

Como o CM antecipou há algum tempo, a SAD benfiquista aumentou o valor do empréstimo obrigacionista. A opção permite às águias responder ao prejuízo causado pela Covid-19 – cerca de 20 a 25 milhões de euros nas contas do presidente – e constitui uma almofada para as despesas do dia a dia, como é o caso dos ordenados dos jogadores. O Benfica, que não tem a garantia de conseguir embolsar os milhões de euros da Liga dos Campeões – precisa de chegar à fase de grupos, mas, para isso, terá de ultrapassar a terceira pré-eliminatória e o play-off – fica, assim, com liquidez para enfrentar os os meses de agosto, setembro e outubro, não tendo de vender jogadores a preços de saldo.

O Benfica, por outro lado, poderá, inclusive, ir ao mercado fazer contratações, sabendo-se, de antemão, que os pagamentos, hoje em dia, se processam em prestações e num prazo dilatado no tempo. É isso mesmo que o clube da Luz está a tentar no caso do jovem médio Pedrinho. Os encarnados pretendem começar a liquidar as primeiras verbas apenas em julho de 2021, estando a renegociar com os brasileiros do Corinthians o pagamento.

benfica tem acordo com central garay
Garay acordou, há cerca de dois meses, voltar ao Benfica, sabe o CM, mas o defesa do Valência terá de obter o aval do futuro treinador do Benfica e passar nos exames médicos. A confirmar-se a contratação, o argentino irá receber 1,5 milhões de euros líquidos por ano. n A. M. P.

Benfica SAD Luís Filipe Vieira Jorge Jesus GARAY desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)