Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Bento como Sir Alex

Paulo Bento é para continuar.” A garantia quanto ao futuro do técnico leonino foi dada ontem por Filipe Soares Franco, presidente do Sporting, independentemente do que os leões venham a conquistar esta temporada.
14 de Março de 2007 às 00:00
Filipe Soares Franco acusou o ex-presidente Dias da Cunha de “falta de consideração
Filipe Soares Franco acusou o ex-presidente Dias da Cunha de “falta de consideração FOTO: Tiago Sousa Dias
Em entrevista à SIC, a quatro dias do clássico, o líder sportinguista foi mesmo mais longe e traçou um paralelo com o que se passa em Inglaterra. “Gostava que um dia o Sporting tivesse uma relação com um treinador como a que Alex Ferguson tem com o Manchester United”, afirmou, não poupando elogios a Paulo Bento: “Tem feito um trabalho notável e a equipa técnica é excelente.”
Embora esteja já a nove pontos do FC Porto, Soares Franco ainda não perdeu a esperança na conquista da Liga. “O Sporting tem equipa para ganhar o título já este ano. Ainda estamos na luta, apesar de ser difícil.” À margem do campeonato, o presidente leonino defendeu a aposta do clube na formação, garantindo que os custos com a Academia rondam um milhão de euros por ano, e assegurou que as renovações com Moutinho e Nani são para avançar: “Queremos e vamos renovar com o Nani e o João Moutinho.” Questionado sobre a divulgação da folha salarial do plantel, Soares Franco foi claro nas críticas: “A folha salarial de uma empresa é uma informação reservada. Se calhar há jornalistas que ganham mais dinheiro do que o Nani.”
MEIRELES E DIAS DA CUNHA
O jantar de Rui Meireles, director financeiro do clube, com Sérgio Abrantes Mendes, candidato derrotado nas últimas eleições, não caiu bem ao líder leonino. “O dr. Rui Meireles decidiu jantar com o dr. Abrantes Mendes. Não gostei, são decisões de bom senso que devem ser comunicadas. A minha confiança ficou abalada e sou livre de fazer o meu juízo de valor”, afirmou Soares Franco, que, no entanto, acrescentou que Meireles “é um quadro do Sporting, tem a sua função e tem que a cumprir”.
Dias da Cunha também não escapou às palavras do presidente leonino, que se mostrou descontente com as recentes críticas do ex-presidente. “Não sei a razão desta guerra, mas não costumo comentar declarações de ex-dirigentes. No entanto, nos últimos tempos, o dr. Dias da Cunha tem feito comentários desagradáveis, que ofendem e são uma falta de consideração e respeito aos dirigentes do Sporting. Consequentemente, os actuais órgãos também poderão ter um pouco menos de consideração e respeito pelo dr. Dias da Cunha”, sublinhou Soares Franco.
O líder leonino não deixou de abordar também o processo ‘Apito Dourado’, salientando que o seu silêncio sobre o processo não se deve a “qualquer problema” em falar no caso. “O Sporting não tem nenhum dirigente, ex-dirigente ou jogo sob a alçada da investigação deste processo. É preciso deixar a justiça funcionar.”
BUENO CONDICIONADO NO TREINO
Carlos Bueno tornou-se mais uma dor de cabeça para Paulo Bento, ao somar-se aos indisponíveis no treino de ontem. O uruguaio apresentou queixas musculares no treino do passado domingo, que se agravaram e, por isso mesmo, ficou no ginásio e fez apenas treino condicionado. O departamento médico espera ainda pela avaliação concreta da lesão, mas tem esperança de que o avançado regresse já hoje aos treinos e esteja em pleno para o jogo de sábado. Por outro lado, Miguel Veloso já recuperou do traumatismo sofrido na partida contra o Estrela da Amadora e treinou sem limitações, à semelhança de Polga, que cumpriu um plano de gestão de esforço. Os dois defesas deverão assumir a titularidade no sector defensivo da equipa de Paulo Bento, uma vez que Tonel já foi operado ao ombro e estará de fora durante cerca de cinco semanas. A próxima época parece já estar no pensamento dos dirigentes. O guarda-redes colombiano Libis Arenas, de 19 anos, alinha actualmente no Corporación e foi ontem apontado como reforço do Sporting. Segundo a Antena 1, o colombiano espera só a resolução do visto para se deslocar a Portugal.
CLÁSSICOS DO PASSADO (André Pipa)
CINCO FINAIS DRAMÁTICOS
AINDA NÃO ACABOU. O Sporting não ganha no Porto há dez anos exactos. Desde então não lhe faltaram ocasiões para repetir a proeza (quase sempre neste mês de Março...), mas o Porto parece ter sempre a última palavra, marcando com incrível frequência nos instantes finais. Na época passada, McCarthy e Baía consumaram o tabu para desespero de João Moutinho. Outra vez em Março...
- A DENTADA DO ‘BICHO’
Porto-Sporting (1-1), 10 Abril 1996; Taça de Portugal, meia-final.
O Sporting volta às Antas para vingar a derrota amarga na abertura do campeonato (1-2 ao minuto 89, bis e reviravolta de Domingos). Em jogo, a final do Jamor. Octávio Machado exulta com o golo de Barbosa (30) e Bobby Robson desespera com os falhanços de ‘Drulo’, Edmilson e Rui Barros. No último minuto, porém, Jorge Costa empata e força novo jogo para Lisboa.
- ‘NIET’, DIZ ALENITCHEV
Porto-Sporting (1-1), 18 Agosto 2000; Supertaça, 1.ª mão.
O Sporting de Inácio puxa dos galões de campeão na estreia da nova temporada. Joga bem e adianta-se sem surpresa com um golo de Beto Acosta (69). Já com o adversário reduzido a dez – José Pratas expulsa Paulinho Santos aos 82 – a defesa dos leões aguenta o assédio portista, mas o russo Alenitchev, de raiva, ainda vai a tempo de dizer ‘Niet!’ e bate Schmeichel ao minuto 89!
- CORAJOSO MARIC
Porto-Sporting (2-2), 19 Março 2001; Campeonato, 25.ª jornada.
Treinado por Manuel Fernandes, este é o Sporting mais ofensivo dos últimos anos nas Antas. Deco, contra a corrente, adianta o Porto (65), mas a resposta do leão é fulminante: dois golos de rajada (João Pinto, 75 e Beto Acosta, 76) deixam Fernando Santos à beira de um ataque de nervos. Como habitualmente, a última palavra é do Porto. O discreto Maric, num lance feliz, empata a três minutos do fim...
- ENFIANDO O CAPUCHO
Porto-Sporting (2-1), 22 Março 2001; Taça de Portugal, meia-final.
Apenas três dias volvidos, novo jogo nas Antas, meia-final da Taça. O Sporting continua atrevido e o central Beto marca cedo (13). Mas percebe-se que Capucho, bastante apagado no jogo anterior, está em noite sim: joga, faz jogar e empata antes do intervalo (31). O jogo termina assim e vai a prolongamento. E é o mesmo Capucho quem consuma a reviravolta com um golos fabuloso ao minuto 100. O Porto vai ao Jamor.
- MOUTINHO EM LÁGRIMAS
Porto-Sporting (1-1; 5-4 d.g.p), 22 Março 2006; Taça de Portugal, meia-final.
O clássico termina empatado a zero e vale pelo prolongamento, frenético: Liedson adianta o Sporting (108) após brilhante trabalho de Nani mas logo a seguir (112), Caneira faz-se expulsar de forma infantil. A cinco minutos do fim McCarthy empata e o Dragão explode de alegria. Seguem-se os penálties e Baía defende, logo a abrir, o remate de Moutinho. Ainda será batido por Ricardo (4-4) mas o colega Lisandro não falha o último pontapé. É a sina.
PEDRO HENRIQUES NO CLÁSSICO
O árbitro lisboeta Pedro Henriques foi o escolhido pela Comissão de Arbitragem da Liga para dirigir o clássico entre FC Porto e Sporting
RECURSO POR LIEDSON REJEITADO
A Comissão Disciplinar da Liga rejeitou o pedido de despenalização de Liedson, que fica de fora no sábado
CASA CHEIA NO DRAGÃO
O Estádio do Dragão deverá estar praticamente cheio. No Porto só sobravam 1500 bilhetes e em Alvalade foram colocados à venda 2800
HELTON FAZ TAC E ESTÁ OPERACIONAL
O guarda-redes fez ontem uma TAC à cabeça devido ao choque com Gregory ante o Marítimo e está apto a jogar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)