Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Bola para todos

Está montado o cenário para o apoio à selecção nacional. De norte a sul do País, as autarquias, a exemplo do que sucedeu em anteriores edições do Mundial (e em Europeus), colocaram ecrãs gigantes em alamedas, praças e jardins para que os adeptos portugueses possam vibrar com os golos e vitórias da equipa das quinas.
13 de Junho de 2010 às 00:30
Bola para todos
Bola para todos FOTO: Paulo César / Record

A crise económica que se abateu sobre o País, obrigando a um aperto generalizado do cinto – e as câmaras não fogem à regra – levou a uma redução dos ‘mundialódromos’. Há capitais de distrito que optaram mesmo por não instalar ecrãs. São os casos de Aveiro, Bragança, Viseu, Santarém, Beja e Portalegre.

Além de motivos económicos, autarcas houve que justificaram a decisão com o facto de poderem prejudicar a economia da região, pois, dada a hora dos jogos, é previsível que o País pare durante – pelo menos – o tempo em que se desenrola a partida. "Com a colocação de ecrãs estaríamos a fazer um convite para as pessoas não estarem nos seus locais de trabalho", sintetizou o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas.

Seja como for, com ou sem ecrãs gigantes – que ‘esgotaram’ praças, alamedas e jardins de Portugal inteiro nos europeus de 2004 e 2008 e no Mundial de 2006 – a verdade é que, cada um à sua maneira, não irá certamente perder os jogos de Ronaldo e companhia.

PREÇO ENTRE OS 15 E OS 50 MIL EUROS

Para contornar a questão dos custos, muitas câmaras recorreram aos patrocínios. Noutras, como é o caso da do Porto, por exemplo, não há custos, pois os ecrãs são da própria autarquia. De acordo com várias empresas contactadas pelo CM, o preço do aluguer dos ecrãs varia entre os 15 mil e os 50 mil euros, dependendo do tamanho. O transporte já está incluído. Embora o tempo que se tem feito sentir nos últimos dias não convide a uma tarde de futebol numa esplanada, é natural que, se o sol aparecer e a equipa se portar bem, muitos procurem cafés e restaurantes para assistir aos jogos da Selecção.

ATENÇÃO: DECO

O som das vuvuzelas incomoda, mas o sol que ontem se fez sentir em Magaliesburg também, parece dizer Deco durante o treino, perante o olhar do seleccionador 

BRASIL: ESPIONAGEM

Equipas de reportagem do Brasil, adversário de Portugal em Durban a 25 de Junho, e da Espanha, por ‘culpa’ de CR7, têm por missão acompanhar do princípio ao fim a Selecção 

BAIXOU: TEMPERATURA

Baixou a temperatura em Magaliesburg e já nem de dia se sente calor. As manhãs estão bem mais frescas, e poucos se atrevem a andar agora em mangas de camisa C

RECORDE: SOCCER CITY

O Soccer City bateu o recorde de assistências em jogos da selecção sul--africana, com 90 mil espectadores. Para muitos, foi uma forma de pressão que condicionou os anfitriões

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)