Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Bolas paradas decisivas

Naval e Boavista empataram ontem a duas bolas, na Figueira da Foz, em partida que inaugurou a quarta jornada da Liga, com a particularidade de todos os golos terem sido marcados na sequência de lances de bola parada.
17 de Setembro de 2005 às 00:00
Fajardo e Cadú num duelo aceso pela posse de bola
Fajardo e Cadú num duelo aceso pela posse de bola FOTO: Paulo Novais/Lusa
A Naval até entrou melhor na partida com a revelação Bruno Fogaça a rematar à barra logo aos dois minutos, mas foi o Boavista que se adiantou no marcador com um golo de Guga (4’), que aproveitou as facilidades concedidas pela defesa anfitriã.
A formação de Manuel Cajuda nunca se atemorizou com o golo sofrido e lançou-se no ataque, alcançando o empate cinco minutos depois com um cabeceamento vitorioso de Bruno Fogaça.
Apesar do equilíbrio verificado, os ‘axadrezados’ acabaram por ser a equipa mais perigosa na primeira parte, como atesta o golo apontado por Fary (37’). Novo erro defensivo da Naval e o senegalês antecipa-se aos defesas e cabeceia para o fundo das redes (37’). Ainda antes de o árbitro Nuno Almeida mandar as duas equipas para o balneário, Tiago desperdiçou uma soberana ocasião de golo ao rematar à barra.
Na etapa complementar, a Naval surgiu do balneário disposta a terminar com a desvantagem e, na marcação de um livre, Cadú pressionado pelo recém-entrado Léo Guerra introduziu a bola na própria baliza, restabelecendo a igualdade.
O jogo entrou então num ritmo alucinante, com ambas as equipas a procurarem o golo. Os pupilos de Carlos Brito apostaram no ataque continuado, enquanto os comandados de Manuel Cajuda optaram por explorar o contra-ataque, com as situações de golo a sucederem-se em ambas as balizas. Resultado justo.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio José Bento Pessoa, Figueira da Foz (1.000 espectadores)
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)
NAVAL: Taborda, Carlitos, Fernando, João Paulo, China, Glauber, Gilmar, Lito (Léo Guerra, 55m), Rui Miguel (Saulo, 66m), Fajardo e Bruno Fogaça. Treinador: Manuel Cajuda.
BOAVISTA: William, Rui Duarte, Cadú, Hélder, Rosário, Areias, Tiago, Cissé, Manuel José, Guga (Diogo Valente, 58m), Zé Manuel (Paulo Jorge, 74m), Fary (William Souza, 79m). Treinador: Carlos Brito.
Marcador: 0-1, Guga (4m); 1-1, Bruno Fogaça (10m); 1-2, Fary (37m); 2-2, Cadú (58m p.b.)
Acção disciplinar: Amarelos - Hélder Rosário (59m), Bruno Fogaça (59m), Diogo Valente (67m), China (78m), Glauber (79m)
Melhor jogador: China.
Ver comentários