Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Braga elimina FC Porto da Taça de Portugal

O Sporting de Braga eliminou o FC Porto da Taça de Portugal com uma vitória por 2-1, no jogo grande dos oitavos de final da Taça de Portugal. Os bracarenses viraram o resultado negativo de 0-1 que traziam do intervalo, com dois golos em seis minutos (entre os 74 e os 80 minutos), com Danilo e Éder a fazerem a festa para a equipa de José Peseiro.
30 de Novembro de 2012 às 22:20
Fabiano e Danilo nem queriam acreditar na reviravolta bracarense
Fabiano e Danilo nem queriam acreditar na reviravolta bracarense FOTO: José Coelho/Lusa

Foi um jogo dominado pelo FC Porto na primeira parte. A equipa portista marcou cedo, aos 12 minutos, num excelente golpe de cabeça de Mangala, a livre de James.

Os dragões continuaram a ter ascendente, mas o jogo foi bastante repartido no meio-campo, embora se sentisse o nervosismo dos bracarenses, após a derrota sofrida no passado domingo, para a Liga, frente ao FC Porto, por 0-2.

Na segunda parte deu-se a viragem do Sporting de Braga no jogo e um protagonismo excessivo do árbitro Olegário Benquerença, com uma exibição para esquecer e decisões a prejudicar ambas as equipas.

Aos 55', Benquerença não assinalou uma grande penalidade nítida, por agarrão nos calções de Fernando a Hugo Viana. Aliás, nos dois jogos frente ao FC Porto, o Braga foi prejudicado, com os árbitros a não assinalarem grandes penalidades - no último domingo foi por uma mão de Alex Sandro na área.

Aos 67', novo lance polémico, mas desta vez com razão para o árbitro. Custódio marcou um golo de fora da área, mas o juiz de Leiria anulou, por falta de Mossoró sobre Fabiano, não deixando o guarda-redes levantar-se para tentar defender o remate do internacional português.

Mas o juiz continou na catadupa de erros e, pouco depois, expulsou mal Castro, por alegada falta sobre Mossoró. Um segundo amarelo que não teve razão de existir.

Aos 74', o Sp. Braga empatou, num autogolo de Danilo (entrou na segunda parte para o lugar de Miguel Lopes) na sequência de um livre. E aos 80', novo golo do Sp. Braga, por Éder, num lance em que ficou a ideia de Éder ter saído de posição de fora-de-jogo. O FC Porto acusou muito a expulsão de Castro e sofreu os dois golos já com menos um jogador.

Até final, o FC Porto esteve perto do empate, mas Quim fez uma grande defesa a evitar o 2-2 a Lucho (entrou na segunda parte), que disparou para grande defesa do internacional português.

A festa fez-se em tom vermelho e branco. O Sporting de Braga vingou-se da derrota no passado domingo frente ao FC Porto para a Liga e está nos quartos de final da Taça de Portugal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)