Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Brasil aponta desvio de 497 mil euros em jogo contra Portugal

O jogo de futebol particular entre Brasil e Portugal (6-2), disputado em 19 de Novembro de 2008 em Brasília, teve um desvio na facturação de 1,1 milhão de reais (497 mil euros), concluiu o Ministério Público brasileiro.
24 de Fevereiro de 2012 às 15:43
Jogo de futebol particular entre Brasil e Portugal terminou com derrota pesada para Selecção Nacional
Jogo de futebol particular entre Brasil e Portugal terminou com derrota pesada para Selecção Nacional FOTO: Fernando Bizerra/EFE

O conteúdo da investigação, divulgado pelo jornal ‘Folha de São Paulo’, mostra que a empresa Ailanto, contratada pelo Distrito Federal para realizar a partida, agiu com "ânimo fraudulento e má-fé" ao desviar a quantia arrecadada na bilheteira, que deveria ficar para o Governo local.

Os 497 mil euros, diz o Ministério Público, foram usados para despesas como decoração, transporte, hospedagem e segurança, que, segundo contrato, eram de responsabilidade da Ailanto

A Promotoria pede na Justiça que a empresa devolva toda a quantia recebida no evento, de 9 milhões de reais (3,9 milhões de euros).

A empresa está ligada ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, pois arredou uma fazenda do dirigente, segundo a Polícia Federal.

Questionada pela ‘Folha de São Paulo’, a assessoria de Ricardo Teixeira afirmou apenas que ele não está a responder a nenhum processo ou inquérito. 

A CBF afirmou que não tinha nenhuma responsabilidade no jogo organizado pela Ailanto. O advogado da empresa não comentou o caso. Na acção, ele nega a fraude.

brasil portugal ailanto cbf ricardo teixeira fraude selecção nacional
Ver comentários