Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Bruno Fernandes salva Manchester United nos descontos

Português deu a vitória aos red devils com um penálti aos 90+10’.
Rafael Duarte 27 de Setembro de 2020 às 09:25
Bruno Fernandes marcou de penálti o golo da vitória
Bruno Fernandes marcou de penálti o golo da vitória FOTO: GLYN KIRK
Bruno Fernandes foi decisivo na vitória deste sábado do Man. United (3-2), em Brighton, num jogo de loucos que teve cinco bolas ao ferro (todos na baliza dos red devils) e dois golos para lá dos 90 minutos.

Num estádio com as bancadas vazias o estrondo da bola a bater no poste fez-se ouvir por três vezes na primeira parte. O Brighton chegou a golo aos 38’, de penálti, após falta de Bruno Fernandes. O português redimiu-se aos 43’, ao fazer o cruzamento que levou Dunk marcar um auto-golo. No segundo tempo, nova assistência do médio, desta vez para Rashford, que fez o 2-1 (55’). Depois disso, o Brighton continuou o festival de bolas ao poste (60’ e 76’), até voltar a encontrar o caminho para o golo, aos 90+5’. Parecia que o jogo estava decidido, mas aos 90+10’ o Man. United beneficiou de um penálti. Bruno Fernandes não falhou e fez o 3-2.

“Felizmente José Mourinho não estava aqui para medir as balizas”, disse Ole Gunnar Solskjaer (Man. United) após o jogo, lembrando a denúncia do português no último jogo do Tottenham na Liga Europa, onde uma das balizas do estádio do Shkendija tinha menos cinco centímetros de altura.
Bruno Fernandes Brighton Manchester United desporto futebol
Ver comentários