Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Cabo Verde apura-se pela primeira vez para a CAN

Cabo Verde apurou-se pela primeira vez na história para a Taça das Nações Africanas (CAN). A selecção cabo-verdiana perdeu por 2-1 no terreno dos Camarões mas venceu a eliminatória depois de ter vencido por 2-0 na Cidade da Praia.
14 de Outubro de 2012 às 17:42
O avançado da selecção de Cabo Verde Djianiny, que alinha no Olhanense, marcou um golo decisivo na 1.ª mão
O avançado da selecção de Cabo Verde Djianiny, que alinha no Olhanense, marcou um golo decisivo na 1.ª mão FOTO: Joana Van Hellemond

O seleccionador Lúcio Antunes, já apelidado pela imprensa local como o 'Special One' cabo-verdiano, emocionou-se no final da partida. "É um grande feito. Fizemos um bom jogo de futebol e controlámo-lo bem. Destaco o sacrifício dos jogadores, que têm muita qualidade e categoria. Vamos desfrutar a qualificação. Parabéns a Cabo Verde", disse Lúcio Antunes à Rádio de Cabo Verde (RCV), dedicando também a qualificação à família.

O país africano de língua oficial portuguesa, que ocupa o 51.º lugar no ranking FIFA, vai disputar em 2013, na África do Sul, a sua primeira grande competição de futebol.

No jogo realizado à chuva no Estádio Ahmadou Ahidjo, em Yaoundé, perante cerca de 45 mil espectadores, os 'Tubarões Azuis' marcaram logo aos 4 minutos por intermédio de Nhuk, avançado do Marítimo. A selecção da casa, que tem como estrela Samuel Eto'o, empatou aos 21 minutos e só conseguiu chegar à vantagem nos descontos.

No jogo da primeira mão, a equipa treinada por Lúcio Antunes tinha vencido por 2-0 no Estádio da Várzea, com golos de Ricardo e Djaniny.

Cabo Verde alinhou da seguinte forma: Vozinha; Carlitos, Nando, Vareal e Gêgê; Ricardo, Marco Soares, Tony Varela e Babanco; Nhuk e Djaniny. Os suplentes foram Fóck, Tax, Pécks, Rony, David Silva, Ryan e Zé Luís.

Cabo Verde tinha eliminado Madagáscar na ronda anterior, com vitórias por 4-0, em Antananarivo, e por 3-1, na Cidade da Praia.

No final do jogo, o arquipélago entrou em festa. O Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, não escondeu o contentamento. "É uma satisfação enorme. Devemos ficar muito orgulhosos da selecção, de uma equipa que mostrou muita ambição e vontade de vencer. Se tivermos em conta as duas mãos, fomos muito superiores. Tivemos melhor fio de jogo e jogámos de forma inteligente", disse.

Já o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves lembrou os recentes êxitos desportivos de Cabo Verde no basquetebol e andebol, a que se junta agora o futebol. "Sou o homem mais feliz de Cabo Verde. Estou extraordinariamente feliz. Estamos na moda e, se continuarmos juntos, podemos ir longe. Aproveito para mandar um grande abraço aos jogadores, treinador e dirigentes", afirmou.

Os poderosos Camarões já venceram quatro vezes a CAN e ganharam a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2000, em Sidney, na Austrália.

cabo verde selecção can camarões
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)